• Sociedade
  • Arquivo Municipal Alfredo Pimenta: Exposição de obras do Mestre vimaranense António-Lino. Patente até 23 de Novembro.
  • Assembleia de Guimarães - Exposição de pintura do artista Victor Silva Barros. Inauguração sábado, pelas 17h00. Patente até dia 28.

Resultados do fim de semana ...

Vitória procura triunfar em Santa ...

Ricardo Teixeira suspenso por 15 ...

Guimarães Digital

Santiago reforça liderança das rádios

A Rádio Santiago mantém a sua liderança no ranking das rádios locais e consegue subir 4 décimas no share do Litoral Norte. A conclusão está patente no resumo anual do Bareme Rádio da Marktest de 2004 agora distribuído às principais agências de publicidade e outros operadores do sector. Depois de muito recentemente terem sido divulgados os resultados de um estudo de audiências da imprensa regional 2003/2004, elaborado pela Marktest, no qual o jornal O Comércio de Guimarães aparece destacado como o mais lido em Guimarães e o segundo mais lido do distrito de Braga, surge agora novo estudo, desta feita abrangendo todas as estações de rádio, nacionais, regionais e locais. Mais uma vez a liderança vem para o Grupo Santiago. Efectivamente, é a Rádio Santiago a rádio local com maior share de audiência, em Portugal e, por maioria de razão, na nossa região.
A Santiago manteve-se nos 6 por cento de share nos distritos de Braga e
Viana do Castelo e é a única rádio local da região cujo número de citações dos entrevistados neste estudo, é suficiente para integrar todos os quadros-resumo de análise.
É ao nível do Litoral Norte que mais evoluiu o comportamento da Rádio
Santiago. de um share de 2,9 passou agora 3,3 demonstrando assim que
está a conquistar auditório fora das fronteiras concelhias ou até distritais.
Outras rádios locais da região só conseguem aparecer no resumo alargado das Audiências Acumuladas de Véspera do Litoral Norte, mas a longa distância dos valores alcançados pela Rádio Santiago.
As mulheres constituem a maior parte do auditório da Rádio Santiago com
53,6 por cento contra 46,4 por cento de homens. Por outro lado, são os
trabalhadores qualificados que constituem a maior percentagem de ouvintes da Rádio Santiago com 47,2 por cento, seguindo-se depois os reformados e desempregados com 15,7 por cento, os trabalhadores não qualificados com 10,3 por cento e técnicos especializados com 9,9 por cento. Neste estudo da Marktest também se conclui que o maior número de ouvintes da Santiago se situa na classe média-baixa com 50,6 por cento, seguindo-se a classe baixa com 29,5 por cento e depois a média-alta com 16,9 por cento e só 3 por cento da classe alta.
Quanto ao nível etário dos ouvintes Santiago, o grosso situa-se acima dos 25 anos, deixando uma margem de apenas 6,1 por cento de ouvintes com menos de 25 anos.

Marcações: Sociedade

Imprimir Email