• Sociedade
  • Animação de Verão na vila das Taipas, na Praça Dr. João Antunes Guimarães, com o projecto POP ROCK SOUL de Zé Miguel, David Viegas e Pedro Gonçalves de Oliveira.
  • Eco Fest Curviã Music até domingo junto à praia fluvial de Airão Santa Maria.

Fermentões inicia campeonato com o ...

Sérvio Dragisa reforça Vitória

Ola John chega a Guimarães no ...

Guimarães Digital

Santiago reforça liderança das rádios

A Rádio Santiago mantém a sua liderança no ranking das rádios locais e consegue subir 4 décimas no share do Litoral Norte. A conclusão está patente no resumo anual do Bareme Rádio da Marktest de 2004 agora distribuído às principais agências de publicidade e outros operadores do sector. Depois de muito recentemente terem sido divulgados os resultados de um estudo de audiências da imprensa regional 2003/2004, elaborado pela Marktest, no qual o jornal O Comércio de Guimarães aparece destacado como o mais lido em Guimarães e o segundo mais lido do distrito de Braga, surge agora novo estudo, desta feita abrangendo todas as estações de rádio, nacionais, regionais e locais. Mais uma vez a liderança vem para o Grupo Santiago. Efectivamente, é a Rádio Santiago a rádio local com maior share de audiência, em Portugal e, por maioria de razão, na nossa região.
A Santiago manteve-se nos 6 por cento de share nos distritos de Braga e
Viana do Castelo e é a única rádio local da região cujo número de citações dos entrevistados neste estudo, é suficiente para integrar todos os quadros-resumo de análise.
É ao nível do Litoral Norte que mais evoluiu o comportamento da Rádio
Santiago. de um share de 2,9 passou agora 3,3 demonstrando assim que
está a conquistar auditório fora das fronteiras concelhias ou até distritais.
Outras rádios locais da região só conseguem aparecer no resumo alargado das Audiências Acumuladas de Véspera do Litoral Norte, mas a longa distância dos valores alcançados pela Rádio Santiago.
As mulheres constituem a maior parte do auditório da Rádio Santiago com
53,6 por cento contra 46,4 por cento de homens. Por outro lado, são os
trabalhadores qualificados que constituem a maior percentagem de ouvintes da Rádio Santiago com 47,2 por cento, seguindo-se depois os reformados e desempregados com 15,7 por cento, os trabalhadores não qualificados com 10,3 por cento e técnicos especializados com 9,9 por cento. Neste estudo da Marktest também se conclui que o maior número de ouvintes da Santiago se situa na classe média-baixa com 50,6 por cento, seguindo-se a classe baixa com 29,5 por cento e depois a média-alta com 16,9 por cento e só 3 por cento da classe alta.
Quanto ao nível etário dos ouvintes Santiago, o grosso situa-se acima dos 25 anos, deixando uma margem de apenas 6,1 por cento de ouvintes com menos de 25 anos.

Marcações: Sociedade

Imprimir Email