• Desporto
  • Sociedade Martins Sarmento: «Underwater», exposição de pintura, de Catarina Machado. Inauguração segunda-feira, às 18h00. Patente até dia 22.
  • Arquivo Municipal Alfredo Pimenta: Exposição de obras do Mestre vimaranense António-Lino. Patente até 23 de Novembro.
  • Assembleia de Guimarães - Exposição de pintura do artista Victor Silva Barros. Inauguração sábado, pelas 17h00. Patente até dia 28.

Vitória procura triunfar em Santa ...

Agenda Desportiva

Ricardo Teixeira suspenso por 15 ...

Intermarché das Taipas

Guimarães Digital

BASQUETEBOL: Vitória líder da Proliga

O Vitória assumiu a liderança da Proliga ao vencer a Física por 81-78. Num jogo muito equilibrado, o triunfo foi conquistado no derradeiro parcial. A dois minutos do final a vitória estava praticamente assegurada, mas algum desleixo no último minuto permitiu que a equipa de Torres Vedras reduzisse a diferença para três pontos, sem, contudo, conseguir colocar em perigo o triunfo dos vitorianos. A Física esteve em vantagem no marcador durante parte do encontro. Entrou um pouco melhor a equipa forasteira, pese embora nunca tenha alcançado diferenças confortáveis. De resto, ao longo de todo o encontro, nenhuma das equipas esteve a vencer por uma margem superior a dez pontos.
No final do primeiro período, o menos produtivo em termos de concretização, a formação de Torres Vedras levava dois pontos de vantagem. Ao longo do segundo parcial foi dilatando a diferença e chegou a ter nove pontos à maior que o Vitória, que viu-se obrigado a impedir que o seu adversário disparasse no marcador. Ainda assim, a Física chegaria ao intervalo a vencer por cinco pontos (34-39).
O terceiro parcial foi mais vivo. As duas equipas conseguiram encontrar mais vezes o caminho para o cesto e foram aumentado consideravelmente o marcador. O Vitória recuperou a desvantagem que trazia do intervalo e empatou o jogo a meio do terceiro período. Contudo, aproveitando uma série de erros atacantes dos vitorianos, a Física voltou para a liderança e entrou para o derradeiro parcial a vencer por 61-64.
No último parcial o Vitória foi claramente superior. Com um parcial de 7-0 passou para a liderança. Esteve a vencer por 68-64 e 70-66. A Física equilibraria, uma vez mais, o marcador. Mas nos últimos minutos o Vitória foi nitidamente superior. Num curto espaço de tempo disparou no marcador para os 78-71, fruto de um excelente entendimento entre os americanos Dereck Paben e Travis Leech e numa altura em que o influente Nuno Pedroso tinha sido excluído do jogo após cometer a quinta falta pessoal. A dois minutos do final o triunfo estava assegurado, uma vez que a pressão a todo o campo levada a cabo pela Física não teve sucesso. O Vitória acabaria por descansar sobre a vantagem e permitiu ao seu adversário equilibrar o marcador com o triplo marcado por Miguel Lisboa no último segundo.
Travis Leech mereceu a distinção de MVP. O americano venceu quase todas as lutas que travou nas tabelas. Aos 28 pontos apontados, alguns deles fizeram levantar o muito público que estava no pavilhão, Leech acrescentou a conquista de 12 ressaltos. Neste capítulo esteve bem acompanhado por Dereck Paben, que ganhou 11 ressaltos defensivos. Paben não esteve tão bem na finalização, sobretudo nos lançamentos de três pontos onde encestou apenas três das nove tentativas realizadas.

Marcações: Desporto

Imprimir Email