Curtas
Exposição de escultura «Sombras», de Dinis Ribeiro, no Toural, Alameda de S. Dâmaso e Av. Alberto Sampaio
Trail das 3 Virgens, no próximo dia 24, com partida de Serzedelo
«O Verde a Preto e Branco» na Colecção de Fotografia da Muralha, no Guimarãeshopping. Até 3 de Novembro
Facebook Twitter Google + YouTube

Razões da mudança

Artigo de opinião

opiniao
Razões da mudança

Caminhamos a passos largos para as próximas eleições autárquicas. Amanhã, dia 2 agosto, dia em que se publica este número do jornal, estaremos apenas a 59 dias do acto eleitoral. Estão já, portanto, no terreno, praticamente todos os candidatos aos órgãos democráticos do município.

Assim, no passado dia 22 de Julho, decorreu a apresentação pública da candidatura do Dr. André Coelho Lima à presidência da Câmara Municipal.

O local para o efeito escolhido, Largo do Município, constituiu desde logo e “per si”, uma mensagem e um gesto bem significativo da candidatura.

Contando com uma participação entusiasmada e entusiasmante de mais de 2000 pessoas que acreditam que Guimarães irá mudar no próximo dia um de Outubro, assistimos ao testemunho da professora primária, de escola pública, do doutor André Coelho Lima, a Sra Dona Maria do Céu Abreu, que com a sua linda idade de 99 anos teve força e coragem para dar a conhecer alguns factos relevantes já reveladores da inteligência e da capacidade de liderança do menino daqueles tempos.

Depois, foi ocasião para o doutor André Coelho Lima saudar todos os presentes e apresentar as linhas gerais do seu projecto para a construção da “Guimarães do futuro”, fazendo-o através de várias respostas à pergunta: para quê mudar?

1. Mudar para im­ple­mentar um projeto para a verdadeira transformação da cidade, deixando as amarras do passado e voltando-a para o futuro, projecto que passará, sobretudo, pela devolução dos espaços públicos às pessoas em detrimento do automóvel, actualmente seu grande detentor, preconizando, para esse efeito, a criação de dois grandes parques de estacionamento: um no Toural, com capacidade para 500 lugares, e outro no Campo da Feira com capacidade para 300 lugares, promovendo assim não só a revitalização do comércio,  como a fixação de população residente no centro histórico e a concretização da, há muito  desejada, pedonalização do centro histórico;

2. Mudar para interligar o concelho, estabelecendo a ligação da cidade às freguesias mediante o desenvolvimento de um plano rodoviário assente na requalificação das vias existentes e na construção de novas vias dotadas de ciclovias, estas não para turistas, mas para o uso quotidiano no trabalho e no lazer dos vimaranenses, criando assim a terceira cidade do país;

3. Mudar para levar por diante um verdadeiro projecto de atracção de empresas duplicando a sua área actual ao criar cinco novas áreas empresariais ligadas e articuladas de acordo com o novo plano rodoviário do concelho;

4. Mudar para concretizar um projeto de transportes públicos que sirva verdadeiramente os vimaranenses, que lhes permita fruírem de todo o seu território e dos seus equipamentos;

5. Mudar para harmonizar as taxas de ligação de água e saneamento em conformidade com os concelhos nossos vizinhos;

6. Mudar para que na cultura, os protagonistas deixem de ser o Estado e a Câmara e passem a ser as associações e os fazedores de cultura;

7. Mudar para termos desporto para todos assegurando a inscrição e os seguros para todos os atletas, de todas as associações, e de todos os clubes desportivos;

8. Mudar para desenvolver um projeto educativo de excelência pondo fim às preocupações exclusivas com os equipamentos escolares e focalizando aquilo que mais interessa na educação que é o que se ensina nas escolas, apostando também na atribuição de bolsas de estudo àqueles que, tendo capacidades intelectuais para levar por diante seus estudos, não tenham capacidade económica para o fazer;

9. Mudar para desenvolver uma política de juventude apoiando os jovens, o escalão etário mais carenciado, naqueles sectores onde mais dificuldade sentem no seu quotidiano – emprego, habitação e transportes;

10. Mudar para desenvolver uma política para a População Sénior assente sobretudo na justiça para com aqueles que construíram a maior parte daquilo que atualmente disfrutamos;

11. Mudar para conceder maior autonomia às Juntas de Freguesia concedendo-lhe uma dotação orçamental correspondente ao dobro da que lhe é atribuída pela administração central, cativando para esse efeito 5% do orçamento municipal;

12. Mudar para inverter o assustador ciclo de perda de população que afectou Guimarães em 1 % na última década enquanto Famalicão cresceu, no mesmo período, 5% e Braga 11%;

Foram estas as linhas gerais do discurso no qual humildemente pediu a confiança aos vimaranenses, humildade, de resto, bem conhecida de quantos com ele privam, sejam eles simples trabalhadores, sejam importantes pessoas da vida económica, social ou cultural.

E agora, permitam-me a mim afirmar, mudança que é salutar e higiénica. Não é por acaso que a própria lei limita os mandatos. Muitas vezes, o demasiado tempo no poder ocorre, não tanto pelo mérito dos governantes, mas sobretudo pela dependência do orçamento pelos governados. Veja-se o conhecido exemplo da Madeira.

O dr. André Coelho Lima, apesar de oriundo de família prestigiada económica e socialmente deu, ao longo da sua vida, provas de humildade, capa­cidade de liderança e concretização de projectos.

Desde logo ao nível fa­miliar, construindo uma linda, sólida e numerosa família com quatro fi­lhos. Depois, ao nível das instituições, com par­ticipação activa em várias das principais ins­tituições vimaranenses da vida académica, da área desportiva e da área social.
Depois, na área económica, construindo uma prestigiada empresa de advocacia que lhe tem permitido obter, con­juntamente com o trabalho da sua esposa, o património que tem e não herdou.

É, pois, um líder com provas dadas. Se assim não fosse, creiam, não teria a seu lado este escriba que, outro interesse não tem que não seja, encontrar os caminhos certos que conduzam a terra que mui­to ama ao patamar das melhores e mais res­peitadas em Portugal, fazendo jus à sua História e aos seus antepassados.

Guimarães,  1 de Agosto de 2017
António Monteiro de Castro

‹ Verão no VerãoApocalipse já ›

Rádio Santiago em Direto

Cantinho do Puff

Farmácias de Serviço

Guimarães

Farmácia Avenida (Permanente)
Av. D. João IV, 585 r/c

Vizela

Farmácia São Miguel (Disponibilidade)
Rua Dr. Abílio Torres, 442

As nossas publicações

Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com