Curtas
«O Verde a Preto e Branco» na Colecção de Fotografia da Muralha, no Guimarãeshopping. Até 3 de Novembro
Facebook Twitter Google + YouTube

Presidente do Painel de Selecção confiante no projecto CEC 2012

Cultura21 de Julho, 2008 09:51

O Presidente do Painel de Selecção da candidatura de Guimarães a Capital Europeia em 2012 desafiou a Câmara a não perder tempo e começar já a trabalhar no projecto.
Em conferência de imprensa realiza ontem à noite na Pousada de Santa Marinha da Costa, o britânico Sir Bob Scott revelou que a sua vista a Guimarães destinou-se a esclarecer algumas questões relacionadas com a proposta analisada em Abril.

Desconhecendo quando a Comissão Europeia vai fazer o anúncio formal, o Presidente do Painel de Selecção garantiu que “Guimarães será Capital Europeia da Cultura, em 2012”.
No próximo dia 5 de Novembro, o Painel de Selecção voltará a reunir para emitir o parecer favorável ao projecto de Guimarães, e só depois a Comissão Europeia vai fazer anúncio formal. O Presidente do Júri ficou a conhecer os projectos da Autarquia para 2012. De todos, destacou a importância do Campurbis, o projecto que se destina à requalificação da Zona de Couros.
Durante a sessão, o Presidente da Câmara reconheceu que a valorização daquela zona é também a mais complexa. Essa complexidade assume um carácter de inovação, em resultado da união entre a Universidade do Minho e a Câmara de Guimarães. António Magalhães destacou alguns dos resultados dessa parceria.
O Presidente do Painel de Selecção anotou que, em Novembro, os nomes do Comissário e do Director Executivo da Capital Europeia da Cultura já deverão ser conhecidos. O ideal seria essas pessoas estarem presentes em Bruxelas, quando o projecto voltar a ser apreciado.
Na próxima quarta-feira, o Presidente da Câmara reúne com o Primeiro-Ministro e representantes da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, no Porto, para debater questões relacionadas com o projecto. Uma delas é o financiamento.
Sobre este aspecto, o Presidente do painel de selecção destacou o argumento que Guimarães terá que usar para convencer os investidores. "
“Não há nada melhor para pressionar um Governo do que a existência de um prazo para cumprir. A data limite de 1 de Janeiro de 2012 é muito difícil de ignorar. Por isso, a maior vantagem em ser Capital Europeia da Cultura é a de se poder dizer ao Governo, às entidades privadas e às Autarquias de que vamos ser em 2012 e é bom que estejamos preparados.
Em Barcelona, depois dos jogos Olímpicos em 1992, perguntei ao Presidente da Câmara qual tinha sido a maior vantagem do evento. E ele respondeu: foi possível fazer em cinco anos o trabalho que em circunstâncias normais poderia demorar 25. Temos que usar esse trunfo em benefício do projecto”.
O responsável frisou que o projecto é de Guimarães e não da região, embora o título de Capital Europeia da Cultura seja “uma fantástica oportunidade para as se cidades se mostrarem à Europa”, beneficiando a região onde estão inseridas. "Quer vier a Guimarães, Capital Europeia da Cultura, vai a Braga e ao Porto", frisou.

Vídeos recentesver tudo

Rádio Santiago em Direto

Cantinho do Puff

Farmácias de Serviço

Guimarães

Farmácia Barbosa (Permanente)
Largo do Toural, 37

Vizela

Farmácia São Miguel (Disponibilidade)
Rua Dr. Abílio Torres, 442

As nossas publicações

Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com