Curtas
«O Verde a Preto e Branco» na Colecção de Fotografia da Muralha, no Guimarãeshopping. Até 3 de Novembro
Exposição «O culto da memória», pintura de Rita Pinheiro, na Sociedade Martins Sarmento,. Até 25 de Agosto.
Facebook Twitter Google + YouTube
Câmara de Guimarães aderiu ao projecto «ClimAdaPT.Local»

Câmara de Guimarães aderiu ao projecto «ClimAdaPT.Local»

Cultura16 de Janeiro, 2015 10:13

A Câmara de Guimarães formalizou um protocolo que tem por objetivo elaborar estratégias locais para a adaptação do concelho a futuras alterações climáticas.

O Projecto «ClimAdaPT.Local» foi assinado ontem e recorre a uma metodologia que parte de um diagnóstico das vulnerabilidades climáticas de cada município, que será efetuado com a ajuda das próprias autarquias.
Definida a estratégia local em cada um dos 26 municípios que assinaram o acordo, o passo seguinte é integrar e aplicar as medidas nos vários planos das autarquias, ao nível da gestão dos recursos hídricos, respondendo da melhor forma a eventuais situações de seca, incêndios florestais, ondas de calor, inundações, entre outros episódios do foro climático.
Uma parte do projeto assenta na formação de dois técnicos no âmbito de um programa relacionado com a adaptação às alterações climáticas ao nível local e na participação da Câmara de Guimarães no processo que tem em vista a criação da Rede de Municípios de Adaptação Local às Alterações Climáticas.

O desenvolvimento desta parceria inclui a realização de um segundo seminário nacional, previsto para abril de 2016, e de três workshops regionais, programados para abril e junho de 2015 e março de 2016, que permitirão transmitir conhecimentos, metodologias e experiências, culminando com a certificação dos técnicos em adaptação local, cujos custos logísticos serão suportados pelo projeto ClimAdaPT.Local.
O segundo momento deste projeto passa pela formação aplicada, que será realizada durante o processo de elaboração da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas de Guimarães, em resultado da participação nas equipas técnicas responsáveis pela sua concretização.

O consórcio responsável pelo ClimAdaPT.Local é constituído por entidades portuguesas e norueguesas (académicas, empresas, ONG e municípios) envolvidas em estudos, elaboração de estratégias e implementação de ações de adaptação, assim como no planeamento e gestão do território ao nível municipal e regional.
O projeto ClimAdaPT.Local está integrado no Programa AdaPT, criado para apoiar o desenvolvimento de projetos de adaptação às alterações climáticas em Portugal. A sua implementação foi orientada pelos termos estabelecidos no Memorando de Entendimento entre Portugal, Noruega, Islândia e Liechtenstein e, como tal, segue o Regulamento do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (EEA Grants) 2009-2014.

O programa foi ainda desenvolvido tendo em conta as necessidades e as prioridades definidas na Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas (ENAAC). O Programa AdaPT é gerido pela Agência Portuguesa do Ambiente, enquanto gestora do Fundo Português de Carbono (FPC) e é cofinanciado a 85% pelo EEA Grants e a 15% pelo FPC, beneficiando o projeto ClimAdaPT.Local de um apoio de um milhão e meio de euros.

Vídeos recentesver tudo

Rádio Santiago em Direto

Cantinho do Puff

Farmácias de Serviço

Guimarães

Farmácia Pereira (Permanente)
Alameda S. Dâmaso, 39

Vizela

Farmácia Campante (Disponibilidade)
Rua Dr. Abílio Torres, 1168/1188

As nossas publicações

Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com