Curtas
«Memento - Raimundo Fernandes, um coleccionador de Guimarães», Casa da Memória. Até 4 de Março.
Facebook Twitter Google + YouTube
100 livros requisitados por dia para empréstimo domiciliário na Biblioteca Municipal Raul Brandão

100 livros requisitados por dia para empréstimo domiciliário na Biblioteca Municipal Raul Brandão

Cultura14 de Fevereiro, 2018 09:39

Os livros que preenchem as prateleiras da Biblioteca Municipal Raul Brandão continuam a ser requisitados e assim partilhados pelos seus utilizadores. Na era digital, em que a informação está acessível em múltiplas plataformas digitais, o local onde estão à disposição livros, jornais e revistas dos mais variados temas, dispostos ordenadamente para leitura, estudo ou consulta continua a ser muito procurado.

Em 2017, os utilizadores da Biblioteca procederam à requisição de 33 mil 775 títulos, a maioria dos pedidos feitos no edifício central (28 mil 884), ao passo que nos pólos das Taipas (2 mil 907), Pevidém (1 232) e Lordelo (752) o movimento das requisições não teve o mesmo fôlego.
 
A Directora da Biblioteca regista com agrado o facto dos leitores "privilegiarem o documento impresso, fazendo com que os livros sejam o best seller das bibliotecas". "Não devemos descurar a dimensão digital, temos de acompanhar essa evolução, mas os nossos leitores preferem o livro físico. Por isso, estamos empenhados em investir cada vez mais na aquisição de fundos documentais impressos, mas também percebemos a importância de seguir as novas tendências porque há um grupo mais jovem que está muito aberto a essa realidade", reconheceu.
 
Ao comentar o número de requisições verificado em 2017, Ivone Gonçalves não esconde o entusiasmo: "é muito animador, porque dá uma média - em função dos dias em que a Biblioteca está aberta ao público, de segunda-feira a sábado - de 100 livros por dia". "Fazendo uma  comparação com os dados das bibliotecas do País, facultados pela Direcção Geral do Livro, a Biblioteca de Guimarães está muito acima da média nacional". "O livro continua a ser o documento mais importante das bibliotecas", anota, aproveitando para sublinhar que as bibliotecas "são mais do que os locais onde se podem obter livros a título de empréstimo, são espaços de socialização e essa é a nossa aposta para criar cada vez mais leitores, novos leitores, e oferecer serviços condizentes com as suas necessidades e expectativas".
 
A Biblioteca Municipal Raul Brandão tem 41 mil 499 leitores registados, possuindo 149 mil e 84 títulos e 265 mil e 9 unidades físicas. Em 2017, ano em que se celebrou os 150 anos do nascimento seu patrono, a Instituição registou 982 novos leitores e o livro mais requisitado foi «Memorial do Convento», de José Saramago, solicitado por 43 leitores.
 
A Directora da Biblioteca reconhece que o público que aflui àquele equipamento cultural apresenta flutuações, com utilizadores diários de todas as idades, mas também com a permanência constante de jovens, sobretudo os que frequentam o secundário e o ensino universitário.
 
Às questões: quantos leitores dirigiram-se à biblioteca ao longo do ano passado? E qual o mês e o dia de maior afluência? Ivone Gonçalves responde: "não nos é possível fornecer esses dados, essa contagem não é realizada, atendendo ao facto de os utilizadores não terem necessidade de apresentar cartão de leitor para acederem à biblioteca. Só o fazem quando utilizam os nossos postos multimédia, ou realizam algum procedimento no Balcão de atendimento (empréstimo ou devolução de documentos). Há, no entanto, uma média diária de cerca de 100/120 utilizadores que é possível calcular tendo em conta os níveis de empréstimo, o uso dos nossos postos multimédia e os níveis de utilização das salas de leitura".
 
Para quem tem a responsabilidade de "gerir" uma biblioteca, as maiores preocupações prendem-se com a "fidelização de públicos, a atracção de novos públicos, a criação de espaços/serviços e actividades de extensão cultural adaptados e cada vez mais focados na comunidade em que está inserida". Ivone Gonçalves sublinha o empenho em trabalhar para ir de encontro aos novos paradigmas da biblioteca do futuro, uma biblioteca criada para as pessoas, um local de informação (disponibiliza informação e produz informação), um local de socialização e de aprendizagem ao longo da vida".
 
À espera de obras de reabilitação, o edifício principal da Biblioteca Municipal Raul Brandão constitui um pólo cultural, em constante dinamização, com foco nos seus utilizadores. A obtenção de um cartão de leitor dá o passaporte para o acesso ao empréstimo domiciliário, mailing list, wifi, postos multimédia, actividades de extensão cultural, acesso gratuito a fontes de informação.
 
10 «títulos» mais requisitados em 2017
 
Memorial do convento, José Saramago
 
Capitães da areia, Jorge Amado
 
As ilhas desconhecidas, Raul Bandão
 
Orgulho e preconceito, Jane Austen
 
Vaticanum, José Rodrigues dos Santos
 
Cem anos de solidão, Gabriel García Marquez
 
Contos
 
Os Maias, Eça de Queirós
 
Corações em silêncio,  Nicholas Sparks 
 
O Monte dos vendavais, Emily Brontë
 
 

Vídeos recentesver tudo

Rádio Santiago em Direto

Cantinho do Puff

Farmácias de Serviço

Guimarães

Farmácia Horus (Permanente)
Largo do Toural, 26

Vizela

Farmácia Alves (Disponibilidade)
Rua Dr. Abílio Torres, 1078

As nossas publicações

Desenvolvido por 1000 Empresas

Contactos

Edifício Santiago
Rua Dr. José Sampaio n.º 264
4810-275 Guimarães
Tel.: 253 421 700
Email: geral@guimaraesdigital.com