Câmara quer formalizar candidatura a Capital Verde Europeia em 2017

O Presidente da Câmara de Guimarães inaugurou a última fase da horta pedagógica, aproveitando a ocasião para revelar que a candidatura a Capital Verde Europeia deverá ser formalizada em 2017.

Os talhões agora disponíveis na horta pedagógica destinam-se a agricultores que desejam iniciar a sua actividade no sector em articulação com a Incubadora de Empresas de Base Agrícola.

Esta última fase contempla uma área de 3.5 hectares, correspondendo a um investimento de 360 mil euros. Esta fase está vocacionada para novas formas de ocupação do solo agrícola disponível, estando prevista a sua ocupação com a primeira fase da Incubadora de Empresas de Base Agrícola, com sede no Laboartório da Paisagem.

Neste espaço, a Câmara de Guimarães vai instalar um Laboratório Municipal de Experimentação Horto-Florícola.

Com a abertura da última fase, a Horta Pedagógica de Guimarães passa a dispor de um total de 10 hectares de terreno.

em Ambiente

Marcações: Ambiente

Imprimir