Limpeza das margens da ribeira da Canhota, nas Taipas



Na semana em que se assinalou o Dia Internacional de Acção pelos Rios, cerca de 25 alunos de Biologia Aplicada da Universidade do Minho, 24 alunos da Escola da Charneca e elementos da Brigada Verde de Caldelas, participaram na manhã de sexta-feira, numa acção de limpeza das margens da ribeira da Canhota, nas Taipas.

A iniciativa foi realizada num troço de 100 metros a jusante da rua de Pinhel, no âmbito da responsabilidade ambiental, da gestão dos recursos naturais, dos resíduos e da biodiversidade relacionadas com a gestão da água, numa acção que visou a educação, a consciencialização e o envolvimento activo na valorização do ambiente ripícola das Taipas.
Os participantes mostraram empenho na recolha de resíduos, numa acção voluntária que permitiu recolher o mais variado tipo de resíduos, nomeadamente plásticos, recipientes de produtos alimentares, roupa, pneus e entulho de obras que ali se encontravam pela acção humana.

Esta acção de limpeza foi antecedida de trabalhos de desimpedimento das margens da ribeira por parte da Junta de Freguesia de Caldelas e da Brigada Verde local.
Refira-se que a Junta de Freguesia de Caldelas está a desenvolver trabalhos de desimpedimento do leito da Ribeira da Canhota. O leito estava bloqueado e a água saía do leito espalhando-se pelas margens. As silvas tinham proporções descontroladas e tinham tomado conta de toda esta a área ripícola.

Marcações: Taipas, ribeira da Canhota

Imprimir Email