Depressão «Fabien» provocou várias inundações e quedas de árvores em Guimarães

A depressão «Fabien» provocou este sábado várias inundações, abatimentos de terras, quedas de árvores e de estruturas, um pouco por todo o concelho de Guimarães.

Três habitações sofreram as consequências de uma inundação esta noite, na Rua 24 de Junho, na freguesia de Aldão. Os Bombeiros Voluntários de Guimarães receberam o alerta às 20h05, mobilizando para o local os meios necessários para prestar socorro às populações, numa operação que ainda está a decorrer.

Em Abação, na Rua da Herdade, a corporação vimaranense foi chamada a intervir pelas 20h05, na sequência de um incêndio registado num poste da EDP.
Em Tabuadelo, três árvores caíram na via pública, na Rua de São Bento. Em Calvos, na Rua de Sisalve, verificou-se igualmente a queda de uma árvore.

Ao longo do dia, de salientar, as quedas de árvores registadas na Rua Belmiro Mendes de Oliveira, em Selho São Lourenço, na Circular Urbana de Guimarães, no cemitério municipal da Atouguia, em Gonça, Infantas, Caldelas, Serzedelo, Longos e Leitões.

Quanto a inundações, um pequeno curso de água galgou as margens e atingiu a Calçada de Santo António, em Azurém.

Os Bombeiros Voluntários de Guimarães tiveram de intervir cerca do meio dia na Rua de Eiras. Devido a uma inundação, os ocupantes de uma viatura que circulava na via foram retirados com a ajuda dos elementos da corporação.
Ocorreram inundações de garagens de habitações em Tabuadelo (Rua da Liberdade), em Brito (Rua General Humberto Delgado), Urgezes (na caixa do elevador de um prédio situado na Urbanização das Trofas), em Creixomil (Rua do Salgueiral) e Gondar (Rua do Olival).

Em Sande Vila Nova, houve a inundação da garagem de uma habitação, situada na Travessa de Lantira. A corporação taipense foi mobilizada para a ocorrência.

Em Selho São Cristóvão (rua da Muda), verificou-se o abatimento do pavimento e em Creixomil, na Rua da Bouça do Pinheiro, o vento arrancou a estrutura metálica de um telhado.

Os Serviços de Protecção Civil de Guimarães emitiram um aviso à população, onde informam que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê "um quadro meteorológico adverso para o período entre as 00h00 e as 24h00 de domingo.


Marcações: mau tempo

Imprimir Email