Rubrica Bons Pais, Bons Filhos: Diz-me o que comes, dir-te-ei quem és

 

No corre-corre do dia-a-dia nem sempre é fácil preparar refeições para toda a família … Os miúdos e a sociedade vêm com ideias de alimentação saudável e isso cria uma pressão maior na hora de confecionar as refeições!
Pequeno-almoço, almoço, lanche, jantar … tantas refeições a planear … e nem sempre temos ideias criativas para cativar os nossos filhos para uma alimentação mais completa, equilibrada e diversificada, o que pode tornar as horas das refeições num grande desafio.

O crescimento físico e o desenvolvimento cognitivo são pontos que têm um forte impacto ao longo da vida dos nossos filhos, e que os pais podem ajudar através de uma alimentação
adequada ao longo das diferentes idades de cada criança.

De um modo geral, é esperado que os pais ensinem aos filhos as regras sociais e do bom comportamento, contudo, torna-se necessário ajudá-los a descobrir o prazer de ter uma
alimentação mais saudável e um estilo de vida mais ativo, pois isto irá influenciá-los ao longo de toda a vida.

Deixo-vos algumas recomendações para colocar em prática uma alimentação mais saudável:
1. Comam 5 a 6 refeições por dia;
2. Façam um pequeno-almoço equilibrado;
3. Comam fruta diariamente;
4. Comam sopa e saladas/legumes nas refeições principais;
5. Bebam água como bebida de preferência diária;
6. Tenham sempre em mente a Roda de Alimentos na hora de confecionar as refeições.

Porém, nem sempre é fácil promover uma alimentação saudável na nossa família. Aproveito para vos deixar mais algumas dicas para vos ajudar nesta tarefa:
‒ Em família, elaborem uma lista de compras com alimentos saudáveis, podendo cada elemento da família escolher 1/2 alimentos preferidos, como exceção;
‒ Planeie uma lista com todas as refeições para a próxima semana, assim só tem de se preocupar com isso uma vez por semana e ajuda a estruturar a rotina familiar, ficando com mais tempo livre para brincar com os seus filhos;
‒ Coloque a lista com as refeições num local visível a todos (no frigorifico, por exemplo);
‒ Crie uma lista de lanches saudáveis para levar para a escola e outra lista de lanches para preparar em casa (ao fim-de-semana, por exemplo);
‒ Por fim, faça as refeições em família e preferencialmente num ambiente de convívio e de partilha. Os momentos em família são preciosos no desenvolvimento de uma criança.

Lembre-se ainda que uma alimentação saudável deve estar aliada à prática de exercício físico. Este pode ser planeado e realizado em família e, juntos, podem criar momentos de grande diversão.

Eis algumas dicas para que isto funcione:
‒ Decida os dias da semana em que devem praticar exercício físico em família;
‒ Defina, em conjunto e de forma negociada, qual o desporto que vão praticar (por exemplo: andar de bicicleta, caminhar, saltar à corda, nadar);
‒ Certifique-se que o exercício escolhido seja do agrado de toda a família, para que assim se motivem frequentemente;
‒ Privilegie a prática da atividade física ao ar livre;
‒ E, quando as condições climatéricas não o permitem, faça atividade física em casa, um exemplo disso pode ser realizar um concurso de dança ao som da música preferida de
cada pessoa da família.

Para terminar, importa salientar que você é o melhor exemplo para o seu filho. As crianças aprendem melhor com os exemplos dos pais do que com as suas explicações. Por isso não se esqueça “Diz-me o que comes, dir-te-ei quem és!”.

Elisabete Costa, Educadora Social do CAFAP do Centro Juvenil de S. José

 

Marcações: bons pais bons filhos

Imprimir Email