Primeira fase do restauro da Capela de Nª Sª da Conceição está concluída

Está terminada a primeira fase das obras de restauro da Capela de Nossa Senhora da Conceição. No âmbito das festividades em honra de Nossa Senhora da Conceição foi possível apreciar o resultado da intervenção, num valor que ronda os 400 mil euros.
O Presidente da Câmara visitou o monumento classificado de interesse público do século XVI e assinalou a “valorização patrimonial” da Capela da Nossa Senhora da Conceição.
Domingos Bragança destacou a importância da intervenção, sendo que o imóvel “encontrava-se num estado muito mau de conservação cuja recuperação poderia ser irreversível se não fosse efectuada esta intervenção”.

Nesta primeira fase da obra registaram-se intervenções de monta no restauro dos telhados, paredes, a torre sineira e sacristia, num processo que demorou dois anos.
O Pároco João Queirós salienta que “houve uma intervenção de fundo e delicada ao nível de paredes e telhados, com a recuperação total do edifício do sacristão, com ligação à Capelinha” destacando as intervenções no tecto da nave, soalhos e sacristia. O Pároco registou a colaboração da Câmara Municipal de Guimarães na atribuição do subsídio. Para completar a recuperação total é necessário ainda a intervenção do azulejo, nos altares laterais, na tribuna e ainda a recuperação do órgão do século XVII.

Definido como património vimaranense, a recuperação da Capela da Nossa Senhora da Conceição merece especial atenção da Câmara Municipal. Domingos Bragança considera “fundamental” a continuidade da recuperação do património, e nesse sentido já foi concretizada uma candidatura ao programa comunitário Norte 2020 para assegurar o investimento em falta.

Marcações: Capela de Nª Sª da Conceição, rastauro

Imprimir Email