Grupo Folclórico de S. Torcato completa esta segunda-feira 63 anos



Esta segunda-feira o Grupo Folclórico de S. Torcato completa 63 anos. Pela primeira vez na história o Grupo vê-se condicionado na comemoração do aniversário devido à pandemia.
João Freitas, vice-presidente do Grupo Folclórico de S. Torcato, dá conta de uma romagem ao cemitério como forma de homenagear a efeméride, lembrando os que faleceram e que deram o seu contributo em prol do grupo.
"Ao final da tarde vamos realizar uma romagem ao cemitério onde colocaremos uma coroa de flores num acto simbólico de homenagem aos ex-componentes e directores falecidos", afirmou.

Ainda de acordo com João Freitas, a crise provocada pela Covid-19 fez com toda a actividade promovida pelo Grupo fosse suspensa, pela razão simples de que "primeiro está a saúde de todos". 
O curso de bordados foi suspenso, podendo vir a ser retomado no início de Junho. Os ensaios do Grupo foram igualmente suspensos o que aconteceu também com as diversas actuações previstas para esta época do ano.
O Festival anual do Grupo foi suspenso e, nesta altura, ainda não foi tomada qualquer decisão sobre a Festa das Colheitas cuja realização está dependente da evolução da crise pandémica.
Esta suspensão das actividades e actuações causa prejuízos ao Grupo Folclíorico de S. Torcato. 
"A partir de Maio tínhamos um calendário de actuações regulares mas em Agosto o que estava previsto era praticamente duas saídas por cada fim-de-semana. Ora a suspensão de todas estas actuações impede-nos de realizar uma receita que do ponto de vista financeiro era muito importante para fazer face às despesas do Grupo", afirmou.

O Grupo Folclórico de S. Torcato que tem cerca de 50 componentes, ao longo destes 63 anos tem percorrido o Mundo levando e divulgando a cultura popular vimaranense e do Baixo Minho.


em Cultura

Marcações: 63 anos

Imprimir