Cinema aquece as «Noites de Verão»

O mês de Agosto é o período escolhido pelo Cineclube de Guimarães para mais um ciclo de filmes. A principal novidade nesta 32ª edição «Cinema em Noites de Verão» é a alteração do local para a exibição dos filmes. O  Largo Condessa do Juncal vai receber no grande ecrã oito sessões de cinema, sempre às quartas e quintas-feiras, pelas 22h00. 

Uma alteração motivada pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus, segundo o presidente do Cineclube de Guimarães, Carlos Mesquita. "A saúde pública está em causa e o Cineclube não queria proibir as pessoas de assistir a uma sessão de cinema ao ar livre que é sempre agradável. O Largo da Oliveira, onde nasceu o Cinema em Noites de Verão, também está por estes dias mais ocupado pelas esplanadas", explica. 

Carlos Mesquita sublinha que a edição deste ano vai ter um ecrã com maiores dimensões e uma programação diversificada para todos os públicos. "Este ano até temos alguns títulos menos conhecidos porque ainda não estão disponíveis no mercado, como é exemplo o filme Joker. Mas temos outros filmes que podem surpreender as pessoas e algumas comédias", adianta o responsável, destacando o filme de Giuseppe Tornatore «Cinema Paraíso» e a comédia «Agente super-secreto», de Ludovic Colbeau-Justin.  

Para além das garantias de segurança, o Cineclube recomenda o uso de máscara e adianta que o espaço será vedado, sendo que a lotação deverá exceder uma centena de lugares.

O ciclo começa esta quarta-feira com o filme «O espaço entre nós», de Peter Chelsom. Na quinta-feira, dia 6, pode contar com a sessão «Um dia de chuva em Nova York», de Woody Allen. Já na quarta-feira, dia 12, passa a película de animação «A ovelha Choné: A quinta contra-ataca». No dia seguinte, 13, tem lugar o filme de Giuseppe Tornatore «Cinema Paraíso». Para o dia 19 está reservada a sessão de «La Strada», de Federico Fellini. A tela recebe «Bacurau», de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho, no dia 20. Na última semana mais dois filmes. O primeiro terá lugar no dia 26, com «Agente super secreto», de Ludovic Colbeau-Justin. A edição de 2020 encerra com 1917, de Sam Mendes.

em Cultura

Marcações: Cinema em Noites de Verão

Imprimir