Festival Westway LAB 2020 ganha vida híbrida

A 7ª edição do Westway LAB este ano vai decorrer excepcionalmente que neste mês de Outubro devido à pandemia, apresenta uma nova configuração híbrida que conjuga a experiência presencial com acesso digital a conteúdos onde cabem concertos, conferências e keynotes.

O Westway LAB 2020 reunirá nomes e projectos artísticos como The Legendary Tigerman, Valter Lobo, Mão Morta Redux, Tó Trips, The Lemon Lovers, Miramar, Evols, Seiva e IAN, estes dois últimos em estreita colaboração com a plataforma Why Portugal. Tó Trips e Mão Morta Redux com a particularidade de musicarem ao vivo no Festival, respectivamente, as suas bandas sonoras originais dos filmes Surdina, realizado pelo cineasta vimaranense Rodrigo Areias, e A Casa na Praça Trubnaia, obra-prima do cineasta soviético Boris Barnet, numa edição do Westway LAB que propõe um foco sobre filmes-concerto, promovendo a dimensão audiovisual como uma forte experiência imersiva a ser vivida nos dias do evento.

As conferências PRO – que contarão com a participação de nomes como Roberta Medina e Rob Challice – acontecem nos dias 15, 16 e 17 com transmissão digital, tal como os concertos de Julian Zyklus, Hickeys, Aka Neomi, Misia Furtak, Lily Arbor, Carnival Youth, Jack Found, Samuel Coelho, Anibal Zola, André Júlio Turquesa e Yosune.

Encontram-se disponíveis bilhetes diários para os concertos dos dias 16 e 17, bem como um passe para os dois dias de concertos e o registo nas conferências PRO. Os concertos do dia 15 serão de entrada gratuita.


em Cultura

Marcações: Westway LAB 2020

Imprimir