BCG não vai inscrever-se na Liga Profissional

O Basket Clube de Guimarães não vai inscrever-se na Liga Profissional de Basquetebol. A equipa de Guimarães não irá fazer uso do direito desportivo de subir de divisão. A direcção do BCG prefere apostar na formação de jovens atletas, em detrimento de uma inscrição na Liga Profissional. As candidaturas necessitam cumprir os requisitos exigidos pelos regulamentos e terem regularizadas as dívidas à Segurança Social, além das dívidas fiscais.

Em termos monetários, significa que os estreantes, além dos 463 mil e 882 euros obrigatórios, terão ainda que respeitar a taxa de participação mais a de inscrição. Os números atingem dimensões incomportáveis para os cofres do BCG. Além disso, o BCG não quer colocar em risco o projecto de formação. Aliás, António Lourenço diz que esta decisão foi tomada a pensar no futuro.

Está decidido. A direcção do BCG decidiu-se pela não inscrição na Liga Profissional de Basquetebol para a próxima época, a exemplo do que sucederá com o Sangalhos. Na 1ª Divisão, o Leiria Basket foi o único clube a informar a Liga da possibilidade de avançar com uma candidatura, apoiada numa SAD. Gaia e Universidade dos Açores mostraram-se já indisponíveis. Ou seja, na próxima época a Liga Profissional de Basquetebol poderá ter apenas 15 equipas.

em Desporto

Marcações: Desporto

Imprimir