Frederico Venâncio: "Espero poder contribuir com a qualidade que tenho e ajudar a conquistar uma vitória"



Frederico Venâncio espera aparecer no 11 do Vitória no jogo com o Feirense. Face às lesões de Osorio e João Afonso, que se encontram entregues ao departamento médico, o defesa-central terá a oportunidade de se estrear com a camisola do Vitória, em jogos do campeonato, no encontro com o Feirense. Até agora, Frederico Venâncio apenas foi opção num jogo da Taça da Liga e dois da Taça de Portugal. Se não sofrer qualquer contratempo, será mesmo titular nos próximos jogos uma vez que a recuperação de Osorio durará cerca de um mês.

Esta tarde, no âmbito de uma visita à escola EB1 de Atães, Frederico Venâncio abordou esta possibilidade, mas também outros assuntos da actualidade vitoriana e do futebol nacional.

A estreia na 1.ª Liga pelo Vitória é um momento muito esperado?
Sim, obviamente. O momento poderá chegar já no próximo jogo e estou feliz por poder dar o contributo à equipa.

É uma oportunidade que pretende agarrar até ao final da época?
Qualquer jogador está sempre preparado para agarrar a oportunidade quando ela surgir. Espero contribuir com uma boa exibição, ajudar os meus colegas e a minha equipa. Depois, a decisão vai partir do mister. Espero cumprir com as expectativas que tem de mim.

Além do problema físico que teve, o que contribui para ainda não se ter afirmado?
A lesão abrandou este passo, mas os meus colegas estiveram muito bem quando entraram. Tive de ter paciência. Agora, com as situações do Osório e João Afonso a oportunidade está a aparecer. Espero poder contribuir com a qualidade que tenho e ajudar a conquistar uma vitória.

E está confiante?
Sempre estive com confiança, mesmo quando estive lesionado. Os jogadores têm de estar preparados para ajudar a equipa, quando for lá para dentro, se jogar, vou para dar o meu melhor.

Com que ambição parte o Vitória para o jogo com o Feirense?
É a mesmo que temos em todos os jogos. Queremos praticar um futebol atractivo e conquistar os três pontos. Vamos dar o nosso melhor, por em prática o que fazemos durante a semana.

Encontram explicações para a falta de golos?
Apanhamos adversários com qualidade, que nos fecham o caminho para a baliza. A realidade é que temos criado oportunidades, às vezes é uma questão de um momento. Às vezes a bola entra de qualquer maneira, mas a realidade é que criamos as oportunidades. Isso vai ao sítio... Obviamente que há uma maior preocupação com essa questão, que todos trabalhamos. Não podemos atribuir a culpa só aos avanços, porque num canto um defesa também pode marcar golos. Estamos a dar o nosso melhor para inverter esta situação.

Sempre que se fala nas contas do Vitória de Setúbal, é abordada a sua transferência para Guimarães. Isso incomoda-o?
Neste momento estou só com a cabeça no Vitória. Na altura, não tinha controlo de nada, não sei qual foi o negócio. Quando me abordaram aceitei o projecto, foi tudo tratado entre os clubes. São situações que não domino. Já tenho 25 anos,alguns de futebol profissional, isso já me passa ao lado.

Como olha para as polémicas que têm marcado o futebol português nos últimos dias? Sentem que a verdade é adulterada pelos árbitros?
Nós, jogadores, só nos preocupamos em jogar. Estão a ir por caminhos que não deviam. O mais importante é o espectáculo. Têm de deixar à vontade, sem pressão, os activos que são os jogadores e os árbitros. Torna-se um bocado exagerado, são situações entre clubes, os jogadores só têm o foco no jogo e dar o seu melhor.

Aconselha mais bom senso...
Bom senso para toda a gente, não só para os clubes, mantermo-nos mais calmos e não entrar em ondas de competitividade excessiva.

Marcações: Vitória Sport Clube, 1.ª Liga, Frederico Venâncio, CD Feirense

Imprimir Email