Luís Castro: "Guião prevê uma ou outra alteração no plantel, que vai ser feita com certeza"



O treinador do Vitória, Luís Castro, esteve na sala de imprensa da Academia do Vitória, este sábado, para fazer a antevisão do jogo com o Feirense, que terá lugar na segunda-feira, pelas 21h15.

O que o jogo com o Feirense exige ao Vitória: “Em termos exibicionais gostaríamos de manter o nível dos últimos jogos. A nível da eficácia, no momento de finalização gostaríamos de aumentar e chegar ao golo. O Feirense oferece os perigos que têm oferecido as equipas com que nos debatemos no campeonato. Fez algumas alterações no seu plantel, colocou jogadores novos a jogar como o Petkov, o Valencia, o Ahly Ghazal e também entrou o André Moreirense, tem novas dinâmicas. É um jogo num contexto difícil, em que temos como pensamento chegar a um resultado positivo."

Mais tempo de preparação para jogo com o Feirense: "Quando detectamos problemas na equipa, hierarquizamos os problemas que temos de resolver durante a semana e colocamos em práticas as dinâmicas que não estiveram tão bem nos jogos recentes. A equipa veio de uma vitória sobre o Moreirense, depois apanhou o Benfica para a Taça e teve uma prestação interessante, para o campeonato apanhou também o Benfica e relevou a sua prestação em termos de qualidade de jogo, mas também não conseguiu chegar ao resultado. Nos últimos jogos tivemos situações de finalização que não conseguimos materializar, hierarquizamos isso para trabalhar ao longo da semana. Vamos a jogo com a certeza que tudo fizemos para estar o mais preparados possível. É esse o sentimento que temos."

O emagrecimento do plantel: "Quando se tem 30 jogadores e só podem jogar 11, há 19 que não jogam e é natural a insatisfação, embora ela não se manifeste no trabalho diário, mas sim na tristeza interior. A partir do9 momento em que emagrecemos o plantel, trabalha-se com dinâmicas diferentes e a gestão é muito melhor porque é muito mais objectiva. 30 jogadores era demasiado, agimos por antecipação. Estava planeado emagrecer o plantel nesta altura, sempre olhando não só parta os nossos interesses, mas também para os dos jogadores, que sempre estiveram a par do interesse da instituição. Tudo tem corrido bem a esse nível."

Ainda espera entradas: "Há sempre vagas para entrada de qualidade, qualquer que seja o número que tenhamos em mãos. Há números ideias, ter 23 jogadores de campo mais três guarda-redes, 26 ou 27 é o ideal para se trabalhar. Foi feito o planeamento com a Administração ao longo da época e não só este momento de Janeiro como o que vem aí, de transição de época, estão planeados. Vamos seguir o guião, que prevê uma ou outra alteração no plantel, que vai ser feita com certeza."

Marcações: Vitória Sport Clube, Luís Castro, CD Feirense

Imprimir Email