Vitória esclarece saídas de João Resende e Vasco Sousa



A SAD do Vitória emitiu um esclarecimento sobre o processo que conduziu à saída de dois jovens jogadores dos seus quadros. João Resende mudou-se para o Benfica, enquanto Vasco Sousa assinou contrato com o FC Porto.

O Vitória escudou-se no Regime Jurídico do Contrato de Trabalho do Praticante Desportivo - Lei 54/2017 de 14 de Julho, que indica que um jogador só pode assinar um contrato profissional após completar 16 anos de idade, pelo que “pese embora o esforço que a Vitória Sport Clube, Futebol SAD fez, ao longo de vários anos, para a formação destes atletas, não pode esta Sociedade Desportiva impedir que os mesmos prossigam as suas carreiras noutros clubes, principalmente quando a Lei os protege”, pode ler-se.

A SAD vitoriana argumentou que nestes processos, conseguiu junto do Benfica e FC Porto “garantir que manterá 50% dos direitos económicos, em futuras transações, dos atletas João Resende e Vasco Sousa, respectivamente.” Ao mesmo tempo, defendeu que “os casos mencionados não apresentam qualquer relação com negociações já concluídas, ou em curso, com vista à aquisição de outros atletas provenientes das mesmas Sociedades Desportivas.”

No mesmo esclarecimento, a SAD do Vitória disse que “sempre demonstrou grande preocupação relativamente à Lei em vigor e que penaliza, fortemente, os clubes formadores.”

Recorde-se que a 4 de Abril, a SAD vitoriana havia anunciado um acordo com um dos jogadores em causa, João Resende, válido até 2022. Na altura, revelou que existia “um acordo para a assinatura de um contrato profissional com o atleta João Resende”, que passaria a ter uma “cláusula de rescisão de 5 milhões de euros.”

em Desporto

Marcações: Vitória Sport Clube, João Resende, Vasco Sousa

Imprimir