Adepto em viagem 36 horas para ver o Vitória no Luxemburgo



Carlos Cunha é natural de Vila Nova de Famalicão. Reside em Lisboa, de onde saiu de madrugada rumo ao Porto, de onde partirá para o Luxemburgo. Amanhã assistirá ao vivo ao jogo do Vitória, para a Liga Europa. O regresso será feito de autocarro, numa viagem que durará cerca de 28 horas. Pelo Vitória, diz, vale a pena qualquer sacrifício.

“Consegui encontrar um bilhete para sair hoje de manhã, às 4 horas de Lisboa, com oito horas de viagem para o Luxemburgo. Depois, no regresso, tenho 28 horas de autocarro. Foi a única maneira se conseguir acompanhar o Vitória”, contou, esta manhã, na primeira escala da viagem para o Luxemburgo.

Carlos Cunha garantiu que “se ganharmos o jogo, regresso contente e nem ligo às 28 horas de viagem. Se perdermos é que vai ser mais complicado. Mas, acredito que vai ser um jogo fácil. Estamos cá para apoiar o Vitória e viajar um pouco. Já acompanhei o Vitória a Lyon, onde vivi alguns anos, por isso esta não é a primeira viagem com o clube.”

A viver em Lisboa, o Vitória não sai do seu coração: “O meu pai e avô são de Serzedelo, por isso tenho sempre a cidade de Guimarães enraizada na família. Há muitas pessoas que são dos outros três, estar ali (em Lisboa) e ser vitoriano por vezes é complicado. Nós não somos movidos pelas vitórias e títulos, mas pela vontade de ver apoiar o Vitória.”

Marcações: Vitória Sport Clube, Liga Europa, Jeunesse Esch, Luxemburgo

Imprimir Email