Ivo Vieira: "Vamos ter uma tarefa difícil mas com muito empenho podemos somar pontos"



Ivo Vieira afirmou. esta sexta-feira, que o Vitória vai respeitar o Moreirense, mas assegurou que a sua equipa vai entrar em campo para vencer o dérbi.
O treinador admitiu que será um reencontro especial com o seu antigo clube, que hoje completa 81 anos.

Jogo com o Moreirense: “Temos de ser iguais ao que temos sido em termos de qualidade de jogo para procurar vencer. Sabemos que vamos ter uma tarefa difícil, num campo em que é difícil jogar, mas acreditamos que com muita concentração e empenho podemos somar pontos. É para isso que nos preparamos neste curto espaço de tempo."

Tirar vantagem de conhecer o Moreirense?: "Não vejo que possa tirar vantagens. O Moreirense tem um plantel bem constituído, está orientado por um treinador que foi escolhido para esse fim. Há um respeito mútuo, não se pode ver vantagens nesse aspecto, por ter lá estado. Temos de estar muito concentrados no que o jogo vai dar, perceber bem cada momento do mesmo e tentar atacar a baliza do adversário o maior número de vezes possível.”

Regresso especial a Moreira de Cónegos?: "Aproveito para felicitar o Moreirense pelo seu 81.º aniversário. Foi um clube que me ajudou muito a ser projectado, onde foi feito um trabalho que me valorizou muito como treinador e o próprio clube. Estou grato por aquilo que passei, pelo carinho que as pessoas nutriam por mim. É de relevar esse momento com bastante satisfação. Neste monumento tenho de olhar muito pelo Vitória, mas perceber que tive um passado e que devo ter consideração pelo que as pessoas fizeram por mim.”

O que pode trazer de novo em termos de finalização a goleada ao Belenenses SAD?: “É importante termos os pés bem assentes no chão, porque foi um resultado bom, a exibição foi razoável para bom, não foi perfeita. Atrevo-me a dizer que já fizemos jogo com mais qualidade e não conseguimos ganhar. Fomos mais eficazes, mas não vai trazer nada de diferente porque temos de continuar a procurar situações de finalização e acreditar sempre que as coisas vão acontecer. A finalização é um problema em todas as equipas, mas a equipa fez dois no Arsenal, um no Sporting, mas não conseguiu ganhar. Pode trazer mais confiança, mais liberdade às acções ofensivas e mais lucidez na hora da decisão.”

Dimensões do relvado podem condicionar o jogo?: Não vejo que isso seja um problema. Os problemas que aparecem na competição têm a ver com o nosso comportamento em campo, que devemos resolver, não têm a ver com as dimensões do relvado, nem com o contexto do campo, se é pequeno ou fechado. Assim, tínhamos de fazer adaptação a cada estádio. Temos é de fazer uma boa interpretação ao que o jogo vai dar e ter uma intenção muito grande de ganhar. Às vezes os metros fazem diferença, os centímetros também fazem, mas isso é no comportamento dos atletas e não no espaço físico do campo."

Rochinha a lateral-direito: “Provavelmente vai continuar. Mostrou o que vale, numa zona mais atrás do campo. Trata bem a bola, dá verticalidade, é ofensivo, joga no corredor. Dos atletas que temos é o mais próximo para aquela posição. Temos o Lucas, mas o Rochinha está mais bem preparado em termos de volume do jogo.”

Eliminação da Taça surgiu antes do jogo com o Arsenal, adversário que se segue ao encontro com o Moreirense:  “Deixei esse alerta no jogo com o Arsenal. De que forma? Vocês não viram o 11? Os jogadores têm consciência que cometemos um erro muito grande, que foi não passar essa eliminatória. Não queria chorar sobre o mesmo, se não passávamos a época toda nisto. Foi um marca, mas a equipa já virou o chip para outros ojectivos. Temos de ser muito mais fortes em cada jogo, independentemente de vir o Arsenal, o Frankfurt ou o Barcelona a seguir. Temos de ser mais competentes que os outros, se não o quisermos fazer vamos ser iguais ou mais fracos que os outros.”

Marcações: Dérbi, Vitória Sport Clube, Ivo Vieira

Imprimir Email