Brito e Porto D'Ave trocam acusações depois do embate de domingo



O treinador do Porto D'Ave, Jorge Miguel, acusou os responsáveis do Brito de terem proferido “ameaças de foro pessoal” no jogo de domingo passado, do Pró Nacional da Associação de Futebol de Braga.
Num texto publicado na página da rede social Facebook, assinado por Jorge Miguel e pelo departamento de futebol sénior, pode ler-se que “confundir agressividade (com bola), com ameaças de foro pessoal vindas do banco adversário é muito grave e não dignifica em nada o nome da instituição por quem tenho o máximo respeito, que é o Brito.” “Para ganhar não pode valer tudo”, acrescenta o Porto D'Ave, que acusa ainda o árbitro assistente de Pedro Alves de ter sido “conivente, pois certamente ouviu muitos dos insultos que foram dirigidos aos jogadores durante toda a partida.”

No mesmo texto, o clube da Póvoa de Lanhoso argumenta que “a atuação da equipa de arbitragem deste contra o Brito Sport Clube foi desastrosa e muito prejudicial ao nosso clube. Esperamos que episódios como estes não voltem a ocorrer, para mim é desviar o foco daquilo que é importante, o futebol.”

O Brito também respondeu recorrendo às redes sociais. No texto pode ler-se que “não usamos redes sociais para proferir declarações enganosas. Por outro lado, o que tem sido escrito pelo Porto D'Ave em nada condiz com a verdade. O Brito Sport Clube foi claramente superior ao seu adversário vencendo pela margem mínima, mas o resultado é enganador atendendo ao volume de jogo e oportunidades criadas pelo Brito Sport Clube. Quanto a questões de disciplina que tanto falam, apenas e só poderá ser motivo de "chacota". No decorrer do jogo vemos o treinador do Porto D'Ave a fazer gestos obscenos para a bancada onde se encontravam os adeptos da casa, vemos também os jogadores do Porto D'Ave a insultarem e ameaçarem os nossos jogadores. Para terminar, não é digno esconder os insucessos do clube, denegrindo a imagem do Brito Sport Clube. Teremos todo o gosto em facultar em vídeo todo o jogo para análise. O resultado final poderia ter sido diferente, caso o golo, que no nosso entender é regular, não fosse anulado.”

Marcações: Pró-Nacional , Associação de Futebol de Braga, Brito SC, Porto d'Ave

Imprimir Email