Ivo Vieira: "Gil Vicente vai oferecer-nos tantas ou mais dificuldades que aquelas que o Eintracht nos colocou"



Ivo Vieira esteve na sala de imprensa da Academia do Vitória, este sábado, para a antevisão do encontro com o Gil Vicente, da 14.ª jornada da Liga, marcado para as 17h30 deste domingo, em Barcelos.
O treinador do Vitória notou que a equipa está motivada, mas desgastada fisicamente. E sublinhou as dificuldades que o Gil Vicente, que em casa já bateu o FC Porto e Sporting, irá colocar ao Vitória.

O que esperar do Vitória no jogo com o Gil Vicente?:  “O objectivo do Vitória passa sempre por fazer tudo para ganhar os jogos, este não foge à regra. Tal como o Vitórias, todas as outras equipas que jogam com esse objectivo não são perfeitas ao ponto de ganharem sempre. A confiança tem muito a ver com a preparação para o jogo, queremos somar os três pontos contra uma equipa boa, que está a realizar um campeonato muito bom e que nos vai colocar bastantes dificuldades.”

Vitóoia defronta adversário que em casa já vencer FC Porto e Sporting: “A ideia é nunca perdermos a nossa identidade. O Vitória já marcou a sua posição em relação à sua ideia de jogo. É verdade que o Gil Vicente ganhou a duas equipas fortes, que lutam por ganhar o campeonato português. Isso é um bom alerta para estarmos preparados para um jogo de grau de dificuldade elevado, em que temos de ser muito fortes, concentrados e competitivos, mas nunca abdicando da nossa ideia de jogo.”

Que dificuldades espera neste jogo?: “O Gil Vicente é orientada por um treinador com muita experiência, muito competente, é uma equipa muito bem organizada no ponto de vista defensivo, que sai muito bem nas transições. Vai ser um Gil Vicente com bastante competência, por isso temos de ser muito competitivos para igualar ou superar a qualidade do nosso adversário.”

Desgaste do jogo com o Eintracht Frankfurt?: “É verdade que chegamos a altas horas, não temos 72 horas para o jogo seguinte, mas não me vou refugiar nisso. Temos métodos e meios para recuperar, nem que seja com descanso. Obviamente que não podemos trabalhar os momentos do jogo, mas a ideia e organização conseguimos perceber o que o Gil Vicente vale. Temos de aproveitar a motivação de um bom resultado, numa competição diferente. Os jogadores têm de estar motivados, mas alerta porque o Gil Vicente vai oferecer-nos tantas ou mais dificuldades que aquelas que o Eintracht nos colocou. Não podemos pensar que podemos ter vantagem de forma confortável. Temos de ser competitivos para tirar um bom resultado.”

Espera equipa mais constante no campeonato sem a Liga Europa?: “Vamos tentar que o Vitória seja mais forte a cada jogo. A Liga Europa é uma montra diferente, como é a Liga dos Campeões, e os jogadores gostam de se mostrar. Temos de vir à terra e perceber que só nestes jogos do campeonato se consegue encontrar um espaço para poder repetir jogos desta dimensão, como o último. O foco tem de ser no campeonato, é nesta competição que podemos ocupar um lugar que nos permita voltar a estar na Liga Europa.”

É do seu interesse ter plantel mais curto depois da saída da Liga Europa?: “Já iniciei épocas com 15 jogadores e com 30. Hoje o Vitória tem um número de jogadores no plantel que não me oferece problemas nenhuns. Ajusto-me, defendendo a minha ideia. Acredito muito no que se faz e procuro rentabilizar ao máximo os jogadores. O número de jogadores não vai influenciar as minhas decisões, o que influencia é o seu rendimento. Vai ser escolhido o que der mais rendimento à equipa. É verdade que trabalhar cm 25 é diferente do que trabalhar com 30. o número de jogos não é um problema, porque as opções são sempre em função dos melhores em cada momento. Tenho o mesmo leque para escolher, com menos jogos. Cada um tem que trabalhar para conquistar o seu espaço. Isso não me oferece qualquer problema.”

Marcações: Liga, Vitória Sport Clube, Gil Vicente, Ivo Vieira

Imprimir Email