Ivo Vieira: "Tapsoba era um dos melhores centrais a jogar em Portugal, merece o que lhe aconteceu"



Ivo Vieira abordou, este sábado, o encontro com o Boavista, da 19.ª jornada da Liga, marcado para este domingo, às 20 horas. Além disso, também falou sobre o fecho do mercado, que trouxe várias novidades para o plantel.

Jogo com o Boavista: “Vai ser um jogo difícil, porque no Bessa por tradição são jogos muito competitivos. Temos de ser conscientes do que vamos fazer. Vamos dar tudo para conquistar os três pontos."

Haverá mudanças no 11 em função do rendimento da equipa?: "A realidade é que precisamos de fazer mais golos. Todos os que estão no futebol procuram ser mais efectivos na última fase do jogo, a finalização. Isso é que acrescenta pontos. Queremos melhorar esse aspecto, porque o volume ofensivo da equipa tem sido suficiente para que isso acontecesse de forma natural. Vamos continuar a acreditar, a levar a mesma ideia para o jogo, à espera de melhores resultados."

Boavista adversário aguerrido… Espera-se Vitória mais competitivo e agressivo?: "O Boavista é uma equipa intensa por tradição, com atletas muito intensos nas acções do jogo. Para conseguirmos um resultado positivo vamos ter de superar essa intensidade nos duelos no jogo e tentar fazer a diferença no que acreditamos, na qualidade do jogo. Vamos preparados para o que vai ser o jogo, para os duelos que vamos disputar."

Diferenças do Boavista com Lito Vidigal e Daniel Ramos?: Por norma é uma equipa muito intensa. Temos de ser tão ou mais intensos que eles. As diferenças não são muitas no desempenho da equipa, é uma equipa forte nas bolas paradas, que muitas vezes liga o jogo de forma directa se não tiver espaço no jogo interior. Não há uma diferença substancial de um treinador para o outro. O importante é perceber o que podemos fazer para contrariar o que vamos encontrar.”

O balanço do mercado de Inverno: “Perdemos um atleta que que gerou a transferência mais rentável na história do Vitória. É um bom profissional, merece o que lhe aconteceu. Era o nosso melhor marcador, é uma perda grande. Os que chegaram... já falamos do alinhamento traçado em termos de gestão, sabemos que temos muitos jovens e é com estes a partir de hoje que vamos para a luta. Vamos continuar a a ser uma equipa competitiva, a acreditar na nossa ideia. Temos de perceber que estes atletas têm de ter algum espaço, pela sua juventude. Todos os clubes passam por dificuldades financeiras, e esta é a forma encontrada pela nossa liderança e na qual queremos acreditar. Temos de ter espaço para ter resultados como com o Tapsoba. É difícil encontrar jogadores feitos a baixo custo, esses jogadores custam muito dinheiro. Por opção nossa, tentamos encontrar jogadores que possam ser mais valias para o futuro, correndo o risco de em quatro ou cinco jogadores não terem todos o sucesso que podemos esperar. Se conseguirmos com dois ou três será um bom alinhamento do que pretendemos para o futuro."

A evolução de Tapsoba no Vitória: “Temos de valorizar e dar mérito ao trabalho de muita gente. A parte mais meritória é do jogador, pelo que é como homem e atleta. No ano passado esteve num contexto muito difícil na equipa B, quando chegou à equipa A não tinha efectuado um minuto na Liga. Revelou-se uma mais valia em seis meses. Conseguiu afirmar-se e ser o melhor marcador da equipa. Os sinais que ele deu na pré-época, quando iniciamos o período preparatório, foram evidentes da sua qualidade. Quando há qualidade no atleta, tem de jogar de forma natural. Foi dando passos e evoluindo dia a dia. Não cometo um exagero a dizer que era um dos melhores centrais a jogar em Portugal.”

Marcações: Vitória Sport Clube, Ivo Vieira, Edmond Tapsoba

Imprimir Email