Negócio com FC Porto torna Vitória alvo de buscas do Ministério Público e Autoridade Tributária



A SAD do Vitória é um dos alvos das buscas que estão ser promovidas pelo Ministério Público e a Autoridade Tributária, no âmbito da investigação originada por suspeitas de fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.
Presidentes de clubes, agentes, empresários, empresas e dezenas de jogadores de futebol estão sob investigação. Além do FC Porto, Benfica, Sporting, Sp. Braga. Estoril, Portimonense e Marítimo, o Vitória também está envolvido neste processo devido a negócios realizados, no passado, com o FC Porto. Segundo apuramos, a referência ao Vitória no processo é indirecta, ou seja, em causa estará um negócio do FC Porto, no caso específico a transferência de Hernâni, mas em que as eventuais irregularidades terão sido cometidas apenas pelos portistas.

O Ministério Público e a Autoridade Tributária suspeitam que clubes, SAD's, administradores, jogadores, treinadores, directores desportivos, agentes e advogados recorreram a alegados documentos contabilísticos fictícios, em esquemas complexos, com o objectivo final de fugir aos pagamentos de IVA e de IRS, bem como às contribuições para a Segurança Social. Esquemas que eram construídos com os contratos relativos aos direitos económicos de jogadores, bem como com os contratos de direitos de imagem, de atribuição de prémios de assinatura e pagamentos de comissões a terceiros pela intermediação na contratação ou na renovação dos contratos de trabalho dos atletas.

De acordo com uma notícia revelada pela revista Sábado, a investigação dos processos está a ser feita por uma equipa especial de procuradores do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), o órgão do Ministério Público que trata da criminalidade mais complexa.

Marcações: Vitória Sport Clube, Ministério Público, Autoridade Tributária

Imprimir Email