João Sousa e Francisca Jorge derrotados nas finais da segunda etapa do Circuito Sénior da FPT



João Sousa e Francisca Jorge foram derrotados nas finais da segunda etapa do Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis, que terminou este domingo no Lisboa Racket Centre. Inês Murta e Frederico Silva derrotaram, respectivamente, Francisca Jorge e João Sousa para erguerem os troféus de campeões. 

Numa repetição da final feminina da semana passada, a tenista algarvia de 23 anos (número 645 do “ranking” mundial) conseguiu inverter o desenrolar dos acontecimentos e derrotou a vimaranense, de 20 anos e 579.ª da mesma tabela, por 6-1 e 6-3. Francisca Jorge, que procurava a 12.ª vitória consecutiva (foi campeã no Open de Oeiras e na etapa inaugural do Circuito Sénior FPT), assumiu que o resultado "não foi o que desejava, mas a Inês esteve muito bem e jogou melhor do que na semana passada. Eu não aceitei que ela pudesse estar mais tranquila neste jogo porque tinha perdido a final anterior e sabia ao que vinha. E ela conseguiu entrar logo no jogo, enquanto eu comecei bloqueada. No final já estava a conseguir encontrar o meu ténis, mas já fui tarde e hoje não deu".

Logo depois jogou-se a final masculina e também aí o resultado sorriu ao segundo cabeça de série. Frederico Silva (193.º do “ranking” mundial masculino) carimbou a melhor vitória da carreira ao vencer o primeiro pré-designado, João Sousa (66.º), por 6-3 e 6-4 naquela que foi a primeira decisão do ano para ambos os jogadores. Duas semanas depois de ter treinado em várias ocasiões com o vimaranense nos “courts” do clube lisboeta, Frederico Silva reagiu bem ao primeiro frente-a-frente “a valer” e não só conseguiu defender-se bem das investidas de João Sousa, como raramente tremeu no momento de fechar jogos e destacou-se na pancada de serviço, enquanto João Sousa nunca foi suficientemente agressivo e não capitalizou as bolas curtas que lhe chegavam do outro lado da rede. João Sousa  não escondeu a insatisfação com o desfecho da final, mas deixou elogios ao adversário: “Faltou muita coisa. Faltou nível, faltou intensidade, faltou atitude. Hoje o Frederico esteve muito bem e com muito boa atitude. Tudo aquilo que eu não tive ele teve e por isso é que venceu hoje.” “Sinceramente não sei o que dizer. O objetivo era competir e foi alcançado. Houve encontros em que competi melhor, outros em que não competi tão bem, mas deu perceber que ainda falta trabalhar muita coisa e portanto foi positivo nesse sentido. Há que continuar a trabalhar para que no próximo torneio, que será a valer, já esteja um bocadinho melhor”, concluiu o melhor jogador da história do ténis português.

Depois da Vale do Lobo Tennis Academy e do Lisboa Racket Centre, o Tennis Club da Figueira da Foz receberá, já a partir de segunda-feira, a terceira etapa do Circuito Sénior FPT — que também será dotada de 15 mil euros em prémios monetários (7.500 euros para cada quadro, com os vencedores a receberem 1.500 euros cada um).


em Desporto

Marcações: João Sousa, ténis, Francisca Jorge

Imprimir