Miguel Silva desvinculou-se do Vitória e parte para o Chipre para assinar pelo APOEL



Miguel Silva viaja ainda esta semana para o Chipre, onde vai oficializar o acordo que o ligará ao APOEL. Confirma-se, deste modo, a saída do guarda-redes vimaranense do clube do seu coração. As questões burocráticas estão ultrapassadas e já foi assinado o documento de desvinculação, sendo certo que o Vitória continuará a deter a maior parte da percentagem do passe do atleta.

Segundo apuramos, essa percentagem deverá rondar os 60%, quando até aqui era de 75%. Ficam assim assegurados direitos económicos que poderão ser vantajosos para a SAD vitoriana em caso de transferência futura do guarda-redes. No caso concreto da saída para o APOEL não haverá verbas envolvidas no negócio.

Miguel Silva até começou a época a titular, mas gradualmente foi perdendo espaço para Douglas. Nas últimas partidas já nem sequer foi suplente, tendo sido substituído por Jhonatan. Um período que coincidiu com as negociações que levou a cabo com o APOEL e que seriam bem sucedidas.

Depois de ter regressado a ‘casa’ em 2013/2014, oriundo do Vizela e ainda com idade de júnior, Miguel Silva foi alternando a titularidade com o estatuto de suplente. Na equipa principal teve 91 participações em todas as competições, sendo que 14 delas ocorreram precisamente na presente temporada. Agora, o jogador de 25 anos, natural de Prazins, Santa Eufémia, vai experimentar pela primeira vez um campeonato estrangeiro. O APOEL será o quarto clube da sua carreira, depois de Ponte, Vizela e Vitória.


em Desporto

Marcações: Vitória Sport Clube, Miguel Silva, APOEL

Imprimir