João Henriques responde ao Nacional: "Não admitimos que coloquem em causa o nosso profissionalismo e a nossa ética profissional"



João Henriques deu voz ao descontentamento do Vitória sobre as críticas do Nacional. O clube madeirense revelou estar indignado com o regresso do plantel aos treinos, depois do adiamento da partida que devia ter sido disputada no domingo passado. Esta sexta-feira, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Moreirense, o treinador do Vitória disse que o clube cumpriu todos os protocolos.

"Nós somos profissionais, muito competentes, temos uma ética profissional enorme. Acima de tudo, somos pessoas responsáveis. Na nossa sociedade somos obrigados a preocupar-nos connosco e com todos. Temos de respeitar as regras e os protocolos, que são superiores ao futebol. São as normas, que nós respeitamos. Só cumprimos o que nos foi dito para cumprir pela DGS e pelos técnicos de saúde, aquilo que nos é pedido pelo Primeiro Ministro, pelo Presidente da República e pela OMS. Estamos cá em baixo na hierarquia, por isso temos de saber respeitar a integridade dos nossos familiares que estão em casa, que por vezes podem ser de risco. Apareceram os 13 casos, foi-nos pedido para cumprir as normas. Estamos de consciência tranquila. Não admitimos que coloquem em causa o nosso profissionalismo e a nossa ética profissional. Não admito que façam isso com a minha família e a minha família é o Vitória. Infelizmente não pudemos jogar, infelizmente tivemos os casos, felizmente foi controlado e podemos voltar a competir com os jogadores que estão disponíveis".


Marcações: Vitória Sport Clube, João Henriques

Imprimir Email