Pevidém descontente com a não transmissão dos seus jogos no Canal 11



A Direcção do Pevidém insurgiu-se, em comunicado, contra o facto do Canal 11, da Federação Portuguesa de Futebol, ainda não ter transmitido qualquer jogo do clube na época de estreia no Campeonato de Portugal. 

O elenco liderado por Rui Machado aponta o tratamento desigual, concretamente o facto do mesmo canal já ter transmitido vários jogos de outros clubes.

"Ponto prévio 1 - o canal 11 foi e é uma das melhores iniciativas da FPF.
Ponto Prévio 2 - o FC Felgueiras 1932 é um clube respeitável, assim como todos os clubes de futebol português que se regem pelos melhores princípios olímpicos. É por isso alheio ao que a seguir explanamos.
Caro Canal 11,
Corrijam-nos se estivermos errados. Ontem o Canal 11 transmitiu o 6° jogo de futebol no Estádio Dr. Machado de Matos desta época.
Estádio, esse, com condições bastante acima da média dos recintos onde todos os fins de semana ocorrem jogos do Campeonato de Portugal. Mas há outros. Não é (ainda), infelizmente, o nosso caso.
Estádio querido pelas gentes de Guimarães, não tivesse sido o palco do maior clube vimaranense durante uma época inteira. E nós somos de Guimarães.
Oferecerá por isso condições suficientes para os profissionais do audiovisual, a quem ninguém bate palmas apesar da importância da tarefa.
Enquanto associação desportiva que disputa o mesmo campeonato, não podíamos nem podemos deixar de registar uma certa (certíssima) injustiça pela repartição do direito de antena.
Falamos por nós e pelos outros. Não me parece que, para esta matéria, tenhamos de criar um “G”, seja ele 4, 5, ou 9.
A aparição do “clube da terra” no 16:9 ou 4:3 dos televisores tem um impacto incomparável aos outros meios audiovisuais. Pelo menos para já. Prova disso foi a reportagem que fizeram do nosso Paulinho, o nosso adepto nº1.
Tendo em conta que os direitos televisivos desse escalão são negligenciáveis, não há aqui lugar a questões negociais. Apenas editoriais.
A LPFP, dissidente da FPF, tão útil ao futebol quanto as medidas do governo da nação ao combate à pandemia, na nossa (minha) opinião, é, na minha (nossa) opinião o exemplo de tudo o que não se deve fazer.
A FPF, com tanta obra feita, e destacamos orgulhosamente a cedência das instalações para tratamento de doentes, sim, orgulhosamente porque fazemos parte do futebol, não pode de forma alguma alinhar pelo mesmo diapasão que os “fortes e poderosos” optaram por usar.
Acreditem que não nos queixamos por vaidade ou inveja. A importância dos corpos sociais dos clubes, seja presidente ou vogal, é para outros fóruns.
Mas nunca, repetimos, nunca(!!!!!) deixaremos de zelar pelos interesses e anseios dos nossos adeptos, da nossa terra e dos nossos atletas.
Adeptos, única razão do futebol associativo existir. Orgulham-se de ver o Albano Martins Coelho Lima na TV. Não o próprio. O parque de jogos com o seu nome. Porque o homem, nos dias que correm, teria audiência em programas culturais, desportivos, de âmbito social ou económico etc... o “Primeiro Homem” de Pevidém.
Porque a nossa terra, parte do Berço da nação, muito contribuiu e contribui para o Produto Interno Bruto da nossa nação. Alguns dirão à custa de salários mínimos. Outros, mais esclarecidos, dirão à custo do salário industrial decidido em Lisboa.
Porque os nossos atletas, nem todos pois a idade avança, ainda têm sonhos. E sabem muito bem, fruto do aumento incontornável da educação dos nossos jovens, que uma “jogatana” na TV pode abrir portas. O que, até em termos desportivos, tem impacto. No nosso caso, e sem querer puxar dos galões, que não temos, nem é relevante. Eles não comem relva. Eles deslizam nela para fazer o golo.
E por isso, chamamos a V/ atenção para o acima exposto. Acreditamos, sinceramente, que nem tenham a percepção da disparidade de visibilidade que ofereceram até hoje aos patrocinadores das equipes. Que são o verdadeiro sustento dos clubes.
Uma coisa é certa: os patrocinadores do FC Felgueiras estão de parabéns. Escolheram o “cavalo” certo. Só esperamos poder convencer os nossos de que também terão visibilidade num futuro próximo. Se não formos capazes, as chaves estarão na junta de freguesia".

Marcações: Campeonato de Portugal, Pevidém Sport Clube

Imprimir Email