Caso Marega: Vitória condenado a três jogos à porta fechada; SAD recorre para o TAD

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol condenou o Vitória a realizar três jogos à porta fechada na sequência do caso Marega. A SAD liderada por Miguel Pinto Lisboa já anunciou que vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto.

O Vitória foi notificado ontem da decisão do acórdão proferido pela Secção Profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, no âmbito do Processo Disciplinar n.º 73 da época 2019/2020, o chamado caso Marega.

Segundo o comunicado revelado pela sociedade desportiva liderada por Miguel Pinto Lisboa, da decisão resultou a condenação “pela prática da infração disciplinar prevista e punida pelo artigo 113.º do RDLPFP”. Além dos três jogos à porta fechada, o Vitória foi ainda multado em 53.500 euros.

“Por não concordar com os seus fundamentos e, bem assim, com o seu sentido”, a SAD do Vitória anunciou que “vai impugnar a decisão junto do Tribunal Arbitral do Desporto”.

Marcações: Vitória Sport Clube, FC Porto, Marega

Imprimir Email