Tendências da Heimtextil apresentadas em Guimarães

A maior feira de têxteis para o lar e hotelaria revelou as tendências para o futuro, em conferência realizada ontem. A sessão contou com a presença de dezenas de empresários e designers da região.
Durante o evento, o Vereador do Desenvolvimento Económico da Câmara Municipal de Guimarães, Ricardo Costa, destacou a escolha da cidade berço para esta sessão, sendo Portugal o único país a apresentar as tendências da Heimtextil e com o público alvo a centrar-se nos empresários. Esta importância ficou reforçada na medida em que a produção lusa em têxteis-lar na União Europeia é de 32%, revelou Cristina Motta, a representante da Messe Frankfurt em Portugal.

“O sucesso desta indústria é evidente, mas estou preocupado com a falta de inovação constante”, alertou Ricardo Costa, considerando a ligação fundamental no que considera um “triângulo perfeito” ao ligar “governo (local ou nacional), tecido empresarial e centros de conhecimento”.
O autarca recordou a “estratégia de marca territorial de Guimarães” e defende a implementação de um projeto de inovação desenhado para as empresas, designado por I9G, considerando a criação de um “ecossistema inovador para empresas existentes e potenciando o aparecimento de novas empresas de elevado valor” que já foi apresentada ao Governo.

Todos os anos uma equipa internacional de especialistas procura as principais tendências em têxteis-lar e providencia um prognóstico que é colocado ao dispor de expositores e visitantes da Heimtextil, primeiro sob a forma de Trend Book e depois como mostra especial durante a feira.


Marcações: Heimtextil

Imprimir Email