Carta Educativa apresentada ao Conselho Municipal de Educação

O município de Guimarães apresentou esta terça-feira a Carta Educativa Digital, na reunião do Conselho Municipal de Educação, que se realizou na Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade, a Carta Educativa.

Num espaço criado para discussão sobre as questões educativas em Guimarães, a vereadora Adelina Paula Pinto sublinhou que a Carta Educativa Digital é um "instrumento de planeamento do século XXI", composta pelo mapa das escolas, acrescentando a vontade do "município piloto".

"Tenho agendadas reuniões, ainda em Outubro, com o Ministério da Educação e com os Agrupamentos de Escolas. Agora é olhar para o território e perceber onde é necessário um escola ou onde se fecha outra, num trabalho que tem de ser feito agrupamento a agrupamento", assegurou a vereadora.

O Agrupamento de Escolas Virgínia Moura está já a trabalhar com o E360, uma plataforma do Ministério da Educação, que permite aceder ao número de alunos e aos dados estatísticos em tempo real.

Nota ainda para a presença na sessão outras entidades não integrantes do Conselho Municipal de Educação, nomeadamente Escolas Profissionais, entidades parceiras na promoção dos projectos nomeadamente Tempo Livre e Oficina, Presidentes das Associações de Pais e dos Conselhos Gerais das Escolas e Juntas de Freguesia.

em Educação

Marcações: Educação, Conselho Municipal de Educação, Carta Educativa Digital

Imprimir