Nova EB 2, 3 de Caldas das Taipas em funcionamento no próximo ano lectivo

As obras de construção da nova E. B. 2, 3 de Caldas das Taipas sofreram um atraso, devendo as actividades lectivas iniciarem-se no moderno edifício em Setembro de 2019, no início do próximo ano lectivo.

Questionado pelo Grupo Santiago sobre os motivos que determinaram o adiamento da conclusão da empreitada, já que inicialmente tinha sido apontada a abertura do estabelecimento de ensino em Janeiro de 2019, o Presidente da Câmara indicou que ocorreram "atrasos justificados", apontando que "a obra de construção civil deverá terminar em Abril do próximo ano". "Depois", continuou, "é preciso equipar o estabelecimento de ensino para que as actividades se iniciem com todas as condições", num processo que será articulado com o Agrupamento Escolar e a Associação de Pais. "Para abrir bem, a melhor solução será certamente no início de um novo ano escolar", acrescentou Domingos Bragança.

Apesar de reconhecer a existência de alguns problemas no que diz respeito ao financiamento, o Presidente da Câmara de Guimarães realçou que "é uma obra de excepcional qualidade e que será acompanhada com intervenções no espaço urbano, num investimento total de 10 milhões de euros". "Só a Escola com a requalificação de todo o espaço público envolvente irá requerer uma despesa de 10 milhões de euros", insistiu, justificando que vai colmatar uma necessidade existente naquele território concelhio "numa área que é a mais prioritária - a educação". "A E. B. 2, 3 de Caldas das Taipas será uma referência em termos materiais e reunirá todas as condições para a garantia de ensino de qualidade", salientou.

Embora o Governo ainda não tenha procedido à transferência das verbas que assumiu para a concretização do projecto e só uma parte do financiamento comunitário tenha entrado nos cofres da Autarquia, o Presidente do Município que assumiu "1/3 do investimento" está confiante que "esse esforço será cumprido" conforme inicialmente estabelecido junto do Ministério da Educação.

Novo edifício ao serviço da comunidade

A nova E. B. 2, 3 de Caldas das Taipas é um edifício construído de raiz, após a demolição das anteriores instalações. A obra foi adjudicada por oito milhões e 300 mil euros. Terá uma área total de 11 mil 200 metros quadrados, sendo composta por três edifícios, terá 16 salas de aulas, salas de música, salas de informática, um pavilhão gimnodesportivo com bancadas, dois ginásios, balneários, um auditório, laboratórios e núcleo de actividades artísticas e oficinais, biblioteca, refeitório, sala polivalente, além de espaços destinados ao corpo docente e não docente, como sala de professores, administração e uma secretaria.

Desde que começaram as obras, os alunos estão distribuídos por diversas escolas da área geográfica do Agrupamento das Taipas.

em Educação

Imprimir