IdeaLab - Laboratório de Ideias de Negócio comemora 10 anos de actividade

O IdeaLab - Laboratório de Ideias de Negócio na Universidade do Minho assinala dez anos esta quarta-feira, às 14h15, no B-Lounge da Biblioteca do campus de Azurém, em Guimarães.

Pioneira nas universidades portuguesas, a iniciativa já apoiou mais de 679 empreendedores, 300 ideias de negócio das mais diversas áreas e lançou 36 empresas. O IdeaLab foi distinguido em outubro na sessão nacional dos European Enterprise Promotion Awards e, em 2012, pela Secretaria de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação.

Na sessão de abertura, a diretora do Departamento de Transferência de Tecnologia da TecMinho, Marta Catarino, vai falar do impacto que este programa de aceleração de ideias teve no mercado, ao gerar empregos e volumes de negócio para a economia. A partir das 14h30 são conhecidas as oito ideias promissoras da 20ª edição do IdeaLab. Na prática, os seus autores tiveram quatro meses de formação gratuita com tutores e mentores, para amadurecer cada projeto e ponderar a criação da empresa. É assim há 20 edições, duas por ano. As apresentações são perante um painel de peritos, que inclui membros do IAPMEI, da Associação Nacional de Jovens Empresários e da Invicta Angels.

O que há para ver agora? Uma tecnologia para tratamento e coloração em profundidade da madeira (Bewoodful), produtos biológicos com aconselhamento personalizado (BioNatur), design em outsourcing para confeções e marcas de vestuário (Designers Co.) e um novo jogo de objetos 3D em cartão e cortiça (Eco2play). Juntam-se um projeto escolar de mobilidade sustentável (EducaBicla), enzimas otimizadas para a indústria através da biocomputação e inteligência artificial (EvolZyme), um serviço de gestão sustentável de resíduos têxteis (S4Tex) e sistemas de pré-aviso para facilitarem os veículos prioritários em engarrafamentos (SPA).

Às 17h30 é a vez de ouvir três casos de sucesso de antigos participantes do IdeaLab: Filipa Soares, da We Fix You, Andreia Afonso, da Deifil Technology, e Francisco Pereira, da FermentUM. A moderação cabe a Carlos Brito, que foi pró-reitor para o Empreendedorismo e Inovação na Universidade do Porto. O intuito é partilhar experiências entre empreendedores, sociedade, empresários e investidores. A iniciativa tem a parceria do Departamento de Produção e Sistemas da UMinho e financiamento europeu dos programas Laces e Interreg.

Marcações: Universidade do Minho, IdeaLab - Laboratório de Ideias de Negócio

Imprimir Email