Guimarães tem 12 escolas na lista onde amianto vai ser retirado

Guimarães tem 12 escolas na lista onde o amianto vai ser removido, ao abrigo de um programa que custará 60 milhões e será financiado por verbas comunitárias, e que inclui 578 estabelecimentos de ensino, segundo o Diário da República.

A E.B. Agostinho da Silva, a E.B. D. Afonso Henriques, a E.B. de Casais, E.B. de Cerca do Paço, a E.B. Corvite, a E.B. de Nossa Senhora da Conceição, a E.B. de Oliveira do Castelo, a E.B. de Pevidém, a E.B. Santa Luzia, Azurém, Guimarães, a E.B.Escola Básica do Vale de São Torcato, a E.B. Gil Vicente, Urgeses e E.B. Professor Abel Salazar, Guimarães fazem parte do programa para erradicar o amianto nas escolas que foi anunciado no início do mês, aproveitando o encerramento dos estabelecimentos de ensino devido à pandemia de covid-19. 

De acordo com o despacho conjunto do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, das 578 escolas distribuídas pelas cinco NUTS II de Portugal continental, 218 ficam no Norte e 163 na Área Metropolitana de Lisboa.

O documento lembra que o Programa de Estabilização Económica e Social, bem como no Programa Nacional de Reformas aprovado em abril de 2017, “preveem a remoção de todas as estruturas com amianto nas escolas públicas”.

em Educação

Marcações: escolas, amianto

Imprimir