Autarcas de Guimarães participaram em workshop «Ave para Todos»

Os autarcas e responsáveis pelas Brigadas Verdes do Concelho de Guimarães participaram no passado sábado, no Workshop “Ave para Todos”. A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Guimarães, o Laboratório da Paisagem e a Estrutura de Missão Guimarães 2030, insere-se num conjunto de outros eventos que têm vindo a ser integrados num plano de salvaguarda do Rio Ave, dando cumprimento à estratégia de sustentabilidade ambiental que o Município abraçou desde 2017.

Ao Presidente da Câmara, Domingos Bragança, coube presidir à abertura da sessão de trabalho. Dirigindo-se aos presentes, reforçou a sua aposta no caminho que Guimarães está a percorrer e salientou a necessidade de todos estarem imbuídos de “vontade e convicção”. Para o Edil, “são necessárias competências para que os objetivos sejam alcançados”. Domingos Bragança disse ainda que “precisamos de emoção e contentamento para superar as dificuldades do caminho”, insistindo mais uma vez na importância do conhecimento para que as ações no terreno sejam as mais corretas e eficazes. “Temos estado nas escolas a dar a conhecer o nosso projeto através da nossa equipa de especialistas do Laboratório da Paisagem, pois sabemos que a consciência ambiental se desenvolve desde os primeiros tempos”, disse.

“Queremos repetir a nossa candidatura a Capital Verde Europeia, melhorando os aspetos que estiveram menos cuidados, como é o caso do item da Água, e continuar a reforçar os pontos positivos. Recorde-se que na componente de governança através da participação cívica, Guimarães foi elogiada pelo júri da candidatura a CVE 2020 pelo exemplo dado pelo envolvimento das Brigadas Verdes. “Temos matéria-prima para continuarmos o trabalho já encetado na melhoria dos índices que nos permitam alcançar os objetivos, e a limpeza dos cursos de água, como o Rio Ave, é fundamental”, frisou. O Presidente da Câmara deixou uma ideia forte: “o Rio Ave é de todos, e todos somos responsáveis pela sua preservação”.

Sofia Ferreira, Vereadora do Ambiente, salientou a necessidade de uma intervenção efetiva para a sustentabilidade ambiental, valorizando a componente de aquisição de competências para a implementação do projeto no terreno a diferentes níveis. “Esta nossa iniciativa deve traduzir-se em ações que não se esgotam hoje aqui, mas que se devem prolongar no tempo”, disse.

Após as intervenções iniciais, deu-se início à sessão de trabalho com a transmissão de conhecimentos ligados às noções de ecossistema, preservação das espécies, identificação dos problemas, qualidade da água, limpeza e remoção de detritos, identificação de fauna e flora, entre outros. A sessão de trabalho teve uma componente prática, junto ao Rio Selho, que teve como objetivo o preenchimento de uma ficha de observação, destinada a realizar um diagnóstico por todo o concelho que permita avaliar as condições de todo o percurso do Rio Ave.


em Freguesias

Marcações: Pacto de Autarcas, O Ave para Todos

Imprimir