Covid-19: Presidente da Junta de Caldelas acusa PSD de ser contraditório

O Presidente da Junta de Caldelas diz que o PSD tem de "explicar porque razão concorda com a realização do mercado de Guimarães e não concorda com a realização da feira das Taipas".

Na reacção à posição do PSD sobre a realização da feira de legumes na vila termal, Luís Soares diz que o PSD tem uma "posição contraditória".
Luís Soares diz que durante as duas semanas em que a feira não se realizou foram criadas condições que fazem com que a feira das Taipas se passe a realizar com melhores condições do que muitas médias e grandes superfícies comerciais do País.
"O PSD revelou uma posição oportunista com a qual não esperava e que tipifica a forma como a oposição faz política mesmo quando se vive em emergência nacional", afirmou Luís Soares.

Ainda de acordo com o Presidente da Junta de Caldelas durante as duas semanas em que a feira não se realizou, foram criadas condições que permitem o seu funcionamento com condições de segurança quando se vive em pandemia.
"Haverá limitação no acesso à feira com cerca de 30 pessoas de cada vez, cada feirante só atenderá um cliente de cada vez, todos os clientes serão submetidos a um processo de desinfecção à entrada da feira e a feira será vedada aos vendedores de risco", salientou o Autarca.

Segunda-feira, a feira das Taipas vai funcionar com cerca de duas dezenas de comerciantes que "agora têm condições de igualdade com os comerciantes do mercado de Guimarães", concluiu Luís Soares.

Marcações: Taipas, feira , covid-19

Imprimir Email