Professora assassinada pelo marido em Fareja

Homicídio em Fareja, no concelho de Fafe. Uma professora de 63 anos foi atingida mortalmente por uma facada alegadamente desferida pelo marido. O indivíduo tentou suicidar-se, mas apenas sofreu ferimentos. Encontra-se em estado considerado grave no Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães. Homicídio em Fareja na estrada que liga Guimarães a Felgueiras. Uma mulher de 63 anos morreu, ao início da tarde, no exterior da sua residência, situada no lugar da Cana, vítima de uma agressão à facada, desferida alegadamente pelo marido.

Ao que conseguimos apurar, Maria de Fátima Guerreiro Castro Leite, professora na Escola Primária na freguesia de Serzedo, terá sido atingida no pescoço com uma facada fatal.

Depois do trágico acontecimento, o alegado homicida tentou suicidar-se lançando-se da Ponte de Cepães. No entanto, a intenção acabou por ser
frustrada dado que a queda provocou-lhe ferimentos. O indivíduo foi conduzido ao Hospital de Fafe. Dada a gravidade do seu estado de saúde foi transferido para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, onde está a receber tratamento mediante vigilância de agentes da GNR.

Duas horas depois da tragédia, após a presença dos Delegados de Saúde, do Ministério Público, e de alguns agentes da Polícia Judiciária, o corpo da vítima mortal foi removido pelos Bombeiros Voluntários de Fafe para a morgue da unidade hospitalar daquele concelho.

em Judicial

Marcações: Judicial

Imprimir