Tribunal Judicial de Guimarães adiou leitura da sentença do caso Rali Sprint



O Tribunal Judicial de Guimarães adiou a leitura da sentença do caso Rali Sprint que estava marcada para esta sexta-feira.
O adiamento resulta da decisão do Tribunal de ouvir mais um militar da GNR, numa sessão que vai realizar-se no próximo dia 29.
Os factos remontam a Setembro de 2014 na zona da Lapinha. Uma viatura que participava na prova despistou-se causando a morte a três pessoas.
No banco dos réus sentam-se o mecânico da viatura envolvida no acidente e cinco directores do Motor Clube de Guimarães, a entidade organizadora da prova.

Marcações: Rali Sprint, sentença

Imprimir Email