GNR apreende armas no âmbito de maus-tratos a animais

O Comando Territorial de Braga, através da Secção da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), constituiu arguido, no passado sábado, um homem, de 71 anos, por maus-tratos a animal de companhia em Pevidém.

"No seguimento de diligências de inquérito que decorriam há quatro meses, os militares da Guarda apuraram que o suspeito foi ouvido a fazer disparos de uma arma de fogo contra um cão. No seguimento das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária que permitiu apreender armas e munições, bem como detetar aves que não podem estar em cativeiro, tendo sido elaborados três autos de contraordenação por posse ilegal de espécies autóctones e cinegéticas", refere a GNR.

Aquela força policial acrescenta que no total foi apreendido uma espingarda de caça calibre 12, uma arma de ar comprimido, 88 munições calibre 12, 50 chumbos (4,5 mm), três gaios, um Garrulus glandarius; dois melros, um turdus merula, duas pegas e um pica pica.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Guimarães.

em Judicial

Marcações: apreensão

Imprimir