MP pede pena de interdição a recinto desportivo para 13 adeptos do Braga por incidentes em Guimarães

O Ministério Público do Tribunal de Guimarães acusou 13 adeptos do Braga da prática de um crime de participação em rixa na deslocação para ou de espectáculo desportivo. A acusação diz respeito a incidentes ocorridos em Fevereiro de 2018, nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, antes do jogo Vitória - Braga, a contar para a 28ª jornada da 1.ª Liga Portuguesa de Futebol Profissional, época de 2017/18.
De acordo com a acusação, os adeptos do Braga envolveram-se em refrega com outro grupo de adeptos, afectos ao Vitória, com arremesso de pedras, garrafas, mesas e cadeiras das esplanadas dos estabelecimentos comerciais circundantes.
Destes incidentes, destaca no Ministério Público, sucederam estragos materiais em viaturas estacionadas, montras, cadeiras e mesas de diversos estabelecimentos comerciais das zonas envolventes que foram partidas, ferimentos em duas pessoas e alarme social nos cidadãos.
O Ministério Público pede, também, a condenação dos arguidos na pena acessória de interdição de acesso a recintos desportivos.


Marcações: incidentes, Ministério Público, Vitória - Braga

Imprimir Email