PJ de Braga investiga causas do incêndio no armazém de pneus de Guardizela



A Polícia Judiciária de Braga está a investigar as causas do incêndio ocorrido na segunda-feira num armazém de pneus, na freguesia de Guardizela.

De acordo com informações confirmadas pelo Grupo Santiago, elementos da PJ estiveram no local a recolher dados para uma investigação que procura encontrar as causas de um incêndio em que arderam entre 12 a 14 mil pneus novos, de uma empresa de Joane.

O Grupo Santiago sabe que o edifício onde se localiza o armazém estava a ser alvo de obras de remodelação do telhado e os investigadores procuram perceber se esse facto estará relacionado com a ocorrência do incêndio.

Recorde-se que o incêndio deflagrou cerca das 12h30 da passada segunda-feira e foi combatido por seis corporações de bombeiros, que mobilizaram cerca de 50 elementos e duas dezenas de viaturas.

Marcações: incêndio, Guardizela, armazém , pneus, PJ de Braga

Imprimir Email