• Informação

Aborrecimento

““Quando perdemos o gosto pela multidão é porque estamos velhos. Quando não achamos graça em andar a pé na rua, por atropelada que ela esteja, e até suja, e até povoada de gente suspeita, então é porque não pertencemos já ao mundo dos vivos. (...)”.”
Agustina Bessa-Luís. Dicionário Imperfeito. 2008.

Continue a leitura

Imprimir Email

Modo de ser vaidoso

Não me considero pessoa avessa à modernidade, e o que acabo de não é senão entre mim e eu próprio, pois não sei como sou considerado a tal respeito, nem, talvez, haja qualquer razão para que outros, sobre essa matéria, possuam elementos para de mim fazerem juízo.Não me considero pessoa avessa à modernidade, e o que acabo de não é senão entre mim e eu próprio, pois não sei como sou considerado a tal respeito, nem, talvez, haja qualquer razão para que outros, sobre essa matéria, possuam elementos para de mim fazerem juízo.

Continue a leitura

Imprimir Email

Mês de Maio

SÃO HORAS!
O anúncio ecoava, altissonante, pouco antes das sete horas da tarde, lá do 2º andar do nº 145 da rua de Santo António, para que fosse ouvido no 1º andar, onde eu, na chamada sala de visitas, acabava a maioria das tardes entretido ao piano. E era assim quase todos os dias dos maios das minhas primícias de adolescente.

Continue a leitura

Imprimir Email

Vitória - Gesto de gratidão

Não poderia, pois, deixar de manifestar toda a gratidão ao presidente demissionário engenheiro Júlio Mendes e a toda a equipa que o acompanhou nesta exigente e laboriosa batalha de ressurgimento do nosso amado clube, o Vitória, e lamentar alguns gestos de ingratidão alimentados, num momento menos feliz, por uma paixão doentia que por vezes acompanha alguns dos adeptos do nosso muito amado clube.

Continue a leitura

Imprimir Email

O esternocleidomastoideu

““(...)Quando se deu uma borla fiscal de várias centenas de milhões de euros aos restaurantes, fez-se uma opção. Favoreceu-se os restaurantes em detrimento dos professores ou dos serviços públicos ou de outras empresas. É legítimo, mas é uma preferência, não é uma ausência de alternativa.”
Luís Aguiar-Conraria in Público. 8 de maio 2019.

Continue a leitura

Imprimir Email

Acontecimento feliz e infeliz acontecimento

1. Para assinalar o início das comemorações da passagem do centenário da morte do primeiro Conde de Margaride, um dos mais ilustres vimaranenses dos últimos 200 anos, que na sua ação, sobretudo política, soube defender com amor e coragem a sua terra, promoveu a Sociedade Martins Sarmento, no passado dia 27 Abril, uma conferência sobre o tema “Sistemas de representação e instituições políticas em Portugal na história contemporânea” pondo, lado-a-lado, o prof. Pedro Tavares de Almeida e o dr. Ribeiro e Castro, moderados pelo prof. Wladimir Brito. O primeiro, académico reputado na área da história sobre a representatividade dos cidadãos nos diferentes sistemas eleitorais em Portugal e noutros países do mundo; o segundo associado à defesa de um projeto de reforma do nosso sistema eleitoral.

Continue a leitura

Imprimir Email

Exame de condução

Há um conjunto de assuntos tabu de que as pessoas não falam facilmente com outros. Dívidas pessoais, sexo e exames de condução estão entre esses assuntos. Decidi hoje sair do armário quanto ao último dos itens.

Continue a leitura

Imprimir Email

Oportunidade perdida

Ao longo dos vários anos de participação cívica, nomeadamente nestes últimos como vereador municipal, tenho dedicado particular atenção aos transportes públicos colectivos, pela importância que assumem na vida quotidiana dos cidadãos e pelo impacto social, económico e ambiental que têm nas comunidades.

Continue a leitura

Imprimir Email

O rissol

“A atitude prevalecente em Oxford na altura era muito antitrabalho. Era suposto sermos brilhantes sem esforço (...) e tirarmos a licenciatura com médias baixas.”
Stephen Hawking. Breves respostas às grandes perguntas. 2018.

Continue a leitura

Imprimir Email