Sucessão na AMAVE promove polémica

O Presidente da Câmara de Famalicão considera grave a intenção dos autarcas socialistas da AMAVE de acabar com o sistema de rotatividade da presidência daquela associação. A sucessão de António Magalhães na presidência do Conselho de Administração da AMAVE promete ser polémica.
De acordo com o jornal Público, o presidente social democrata da Câmara de Famalicão considera grave que se alterem as regras do jogo só porque as eleições não correram como os socialistas pretendiam.
De acordo com Armindo Costa, pelo sistema da rotatividade caberia a Famalicão assumir a presidência da AMAVE. NO entanto, na sua opinião, os autarcas socialistas anunciaram que o novo presidente será eleito,
considerando que esta é uma forma de impedir que ascenda a presidente da AMAVE.
Referindo-se à forma como Famalicão tem sido tratada pela AMAVE, Armindo Costa diz mesmo que, citamos, "parece que há jogadas escuras que é urgente esclarecer".
Terça-feira, reúne pela primeira vez a assembleia inter- municipal que vai
eleger o sucessor de António Magalhães na presidência do Conselho de
Administração da AMAVE.
O fim do processo de rotatividade com a consequente eleição do novo
presidente da AMAVE, promete uma reunião polémica.

em Política

Marcações: Política

Imprimir