CDU lamenta decisão da Comissão Europeia e critica opções da Câmara na candidatura a Capital Verde Europeia

CDU lamenta a decisão da Comissão Europeia de não integrar a candidatura de Guimarães a Capital Europeia Europeia 2020.

Em comunicado, a CDU considera que "a decisão hoje anunciada, revela as falhas da candidatura" que não podem nem devem ser "um travão no avanço da construção de um concelho mais verde, mais ecológico e sustentável".
Lembrando o compromisso assumido na Declaração de Consenso Comum, a CDU reitera o compromisso de continuar a trabalhar em prol da sustentabilidade ambiental. Porém, não deixa de questionar algumas opções com as quais a CDU não concorda. Nomeadamente a questão da mobilidade ou da sua falta, a falta de coesão do Concelho, a despoluição dos cursos de água e a falta de uma política ambiental coerente e com continuidade.
Considerando que Guimarães "tem potencial para ser exemplo de sustentabilidade e de maior
respeito pela natureza", a CDU "exige agora é que o que se fez até hoje não tenha sido
apenas em função da candidatura e tenha continuidade".

Marcações: Capital Verde Europeia, CDU

Imprimir Email