Vereação vimaranense aprovou por unanimidade atribuição de apoio financeiro para os bombeiros de Guimarães e Taipas

O Executivo vimaranense aprovou por unanimidade a proposta de atribuição de um apoio financeiro às associações humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Guimarães e das Caldas Taipas, no valor global de de 320 mil euros.
Segundo a proposta, a corporação vimaranense vai receber a quantia de 200 mil 262 euros, ao passo que a corporação das Taipas terá 119 mil 738 euros. Para este ano de 2019, foi criado um conjunto de critérios objetivos para atribuição destes subsídios, de acordo com a Lei n.º 94/2015, de 13 de agosto, numa ótica dos princípios de responsabilização, racionalidade, eficiência, transparência e proporcionalidade, assentes em medidas de risco e da atividade dos Corpos de Bombeiros. O subsídio é indexado a um orçamento de referência, conforme Plano e Orçamento Municipal aprovado, sendo a dotação a atribuir a cada Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários calculada de acordo com a seguinte fórmula, sendo os valores utilizados os inscritos na Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), no valor de 320 mil euros.

"As Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Guimarães e das Caldas das Taipas são instituições que se distinguem pelos serviços que prestam à comunidade e à causa pública, actuando, de imediato, em situações de socorro e emergência e, para além da sua actividade regular, participam activamente nas Comissões Municipais de Protecção Civil, da Defesa da Floresta Contra Incêndios, no Conselho Municipal de Segurança, nos simulacros organizados pela Autarquia, pelas escolas e outras instituições, bem como em todos os eventos que pela sua especificidade necessitam de um acompanhamento especial dessas corporações. Assim, em toda a atividade desenvolvida pelas corporações de Bombeiros de Guimarães e das Caldas das Taipas, verifica-se um desgaste de recursos materiais acentuados, de gastos com equipamentos de apoio aos incêndios, de gastos com águas e combustíveis, de formação especializada e contínua de forma a fomentar a melhoria da sua capacidade operacional, pelo que é permanente a necessidade de apoio à reposição e investimento, bem como ao cumprimento das suas missões de serviço público".

Marcações: bombeiros, Vereação Municipal, apoio

Imprimir Email