Plano e Orçamento apresentado à oposição

Os partidos da oposição ficaram a conhecer as propostas do executivo socialista para o Plano de Actividades e Orçamento de 2002 da Câmara Municipal de Guimarães. PSD, CDU, PP e MRPP esperam ter oportunidade de avaliar o documento na íntegra para se pronunciarem com mais profundidade. Porém, não deixam de lamentar que nenhuma das suas propostas figura na lista de prioridades expressas pelo PS. A oposição esteve esta quinta-feira reunida com o executivo socialista. Um a um, todos os partidos com representação municipal ficaram a
conhecer as linhas mestras do Plano de Actividades e Orçamento para 2002 da Câmara de Guimarães. Um Orçamento na ordem dos 21 milhões de contos.

Depois da reunião, o líder do PSD, Alves Pinto, não quis tecer
grandes comentários, pois espera ter oportunidade de analisar a totalidade do documento, mal ele esteja concluído.

A CDU também foi recebida na Câmara Municipal. No final, Rosa Guimarães considerou o documento pouco inovador e repetitivo, tendo lamentado também o facto do apenas ter sido confrontada com a "rigidez dos números" e não com a caracterização dos objectivos estruturais que a autarquia pretende atingir.

O Orçamento de 21 milhões de contos para o PP não apresenta grandes
novidades. Pedro Miguel Carvalho realça que o plano de actividades continua a contemplar obras anunciadas no passado.

A ronda de contactos promovida pelo executivo socialista começou com um encontro entre António Magalhães e o deputado do PCTP-MRPP. António nio Teixeira lamentou a postura socialista que não atendeu às suas pretensões. Uma das propostas apresentadas pelo partido, foi um projecto de fixação na cidade de estudantes universitários.

Para o PCTP-MRPP um dos atractivos para os jovens seria o aluguer a preços acessíveis de casas reconstruídas no Centro Urbano pela Autarquia vimaranense que afirmou não ter verbas para o efeito. No entanto, a Câmara revelou que está a avançar com um projecto piloto de recuperação de 6 casas do Centro Histórico.


em Política

Marcações: Política

Imprimir