PCP "há muito que pede medidas" para combater espera nas Conservatórias

"Não são de agora as queixas de longas esperas para atendimento nas Conservatórias do Registo Civil". É o que diz o PCP em comunicado, lembrando que as queixas "aumentam" numa altura de maior afluência, como é habitual nesta época do ano em que "aos residentes se somam emigrantes que aproveitam as férias para resolver os seus assuntos". Neste cenário, o PCP considera que "deveriam ter sido tomadas medidas pelo Governo" por forma a evitar "prejuízos às pessoas e acarreta também uma estafante sobrecarga sobre os trabalhadores destes serviços".
"O PCP tem denunciado e há muito tempo exigido que se tomem medidas para resolver esta situação", sendo que "já por diversas vezes tem questionado o Governo sobre a falta de funcionários, escassez de meios, e exiguidade de algumas instalações".
"Não se pode aceitar que, ao mesmo tempo que se gastam milhões de euros para «tapar buracos» em bancos privados, se continue sem contratar os funcionários suficientes para uma boa prestação dos serviços públicos", pode ler-se no comunicado do PCP.
"Não se pode o Governo gabar de ter contas certas quando muitas das instalações das Conservatórias necessitam de obras e não têm as devidas condições", conclui.

Marcações: PCP, Conservatórias do Registo Civil

Imprimir Email