PSD defende isenção de taxas para o sector da restauração

O PSD vai apresentar na próxima reunião do executivo vimaranense uma proposta que vai no sentido de serem prolongadas até ao final do ano de 2020, as isenções das taxas relativas à ocupação de espaço público (esplanadas e toldos) dos sujeitos passivos que exploram os estabelecimentos ligados à restauração.

Em comunicado, os social-democratas defendem que este sector "estratégico para o turismo vimaranense atravessa uma fase dramática após o seu encerramento forçado". "Situação que confirmamos em reunião recente com a Associação Vimaranense da Hotelaria. A principal preocupação destes empresários é reabrir com segurança e conquistar novamente a confiança dos consumidores. Para este desiderato muito vai contribuir a utilização de esplanadas e de áreas envolventes aos seus estabelecimentos", pode ler-se na nota.

O PSD acrescenta que a autarquia "deve dar um sinal claro" a estes estabelecimentos, "isentando as taxas de ocupação da via pública, aumentando as áreas passíveis de ser utilizadas como esplanadas, bem como estudar soluções que permitam uma utilização no inverno destas áreas".

"Esta é uma fase excepcional que obriga a pensar soluções de aplicação no imediato, vigorando por um período que infelizmente não será de curto prazo", lê-se no comunicado.

em Política

Marcações: PSD de Guimarães

Imprimir