PCP em jornadas de "apelo à luta no sector têxtil e calçado”

A Comissão Concelhia de Guimarães do PCP esteve, nestas duas últimas semanas em contacto com os trabalhadores em muitas empresas do sector têxtil vimaranense.

Segundo o comunicado do partido, a acção insere-se na Campanha Regional em curso “Jornada de apelo à luta no sector têxtil e calçado” que permitiu o contacto direto com "muitos milhares de trabalhadores, o conhecimento mais aprofundado dos seus problemas, das suas preocupações, a informação e apoio na resolução efectiva de situações". 

"O documento distribuído dá conta de ilegalidades e atropelos aos direitos dos trabalhadores e informa-os das propostas do PCP. As recentes alterações ao Código de Trabalho acordadas entre PS, PSD, CDS, Patronato e UGT, agravou a precariedade já existente, facilitou os despedimentos, muitos a pretexto da epidemia. Exemplo mais gritante desta situação é o recurso aos despedimentos a partir do alargamento do período experimental", pode ler-se na nota.

O PCP de Guimarães acrescenta que a "precariedade, os baixos salários, os cortes nos rendimentos, o desemprego, a pobreza são os problemas centrais que é necessário enfrentar e resolver". "A situação actual exige de imediato medidas de defesa do emprego e de protecção social no desemprego nomeadamente o prolongamento e reforço do Subsídio de Desemprego e Subsídio Social de Desemprego. Medidas urgentes e imediatas para responder já às graves situações que os trabalhadores enfrentam, medidas fundamentais para fazer frente a uma situação social e económica, que se não mudar o rumo das opções políticas de fundo, tenderá a agravar-se".

em Política

Marcações: PCP

Imprimir