Executivo Municipal de Guimarães vai votar voto de pesar por morte de Francisca Abreu



O Executivo Municipal vai aprovar na sua reunião de segunda-feira naquela que é a primeira sessão após o tradicional período de férias, um voto de pesar pela morte da antiga vereadora da cultura Francisca Abreu.

De acordo com a agenda, a vereação vai pronunciar-se sobre uma proposta para compra de parte da antiga fábrica do Moinho do Buraco para instalação da Academia de Transformação Digital, por 820 mil euros.
Outra proposta diz respeito à liquidação da Associação Cybercentro e a assumpção de responsabilidade pela Câmara do respectivo passivo, na ordem dos 38 mil euros para pagamento de dívida aos trabalhadores.

O Executivo vai ainda decidir sobre várias propostas de imposição de serviços mínimos de transportes a diversas empresas no valor total de 695 mil euros.
Da agenda fazem ainda parte propostas adjudicação de obras na Rua Padre António Caldas e da Estrada Municipal 584 que liga Brito a Leitões e outra para atribuição de apoio a feiras e mercados das freguesias de Caldelas, Selho S. Jorge e S. Torcato no valor total de 98 mil euros.

Referência ainda para uma proposta sobre trabalhos complementares e a menos na obra de requalificação do Edifício do Teatro Jordão e Garagem Avenida no valor, respectivamente de 381 e 10 mil euros.


em Política

Marcações: Executivo Municipal, Francisca Abreu, voto de pesar

Imprimir